CartaExpressa,Política

‘Não irei comentar por questão de disciplina intelectual’, diz Mourão após Exército salvar Pazuello

‘Não irei comentar por questão de disciplina intelectual’, diz Mourão após Exército salvar Pazuello

Foto: Marcello Casal Jr/Agência Brasil

Foto: Marcello Casal Jr/Agência Brasil

O vice-presidente Hamilton Mourão citou uma “questão de disciplina intelectual” ao dizer que não analisará a decisão do Exército de não punir o ex-ministro da Saúde Eduardo Pazuello, um general da ativa, por participar de um ato político com o presidente Jair Bolsonaro.

“Não irei comentar por uma questão de disciplina intelectual, pois como general da reserva também sou subordinado ao Comandante do Exército brasileiro”, declarou Mourão, também general, ao jornal Folha de S.Paulo.

A decisão de não punir Pazuello partiu do comandante do Exército, o general Paulo Sérgio Nogueira de Oliveira.

Em nota, a Força afirmou que, após o comandante ter analisado argumentos apresentados por escrito e em depoimento oral de Pazuello, “não restou caracterizada a prática de transgressão disciplinar” por parte do ex-ministro. “Em consequência, arquivou-se o procedimento administrativo que havia sido instaurado”, conclui o informe.

 

 

Responda nossa pesquisa e nos ajude a entender o que nossos leitores esperam de CartaCapital

Um minuto, por favor...

Obrigado por ter chegado até aqui. Combater a desinformação, as mentiras e os ataques às instituições custa tempo e dinheiro. Nós, da CartaCapital, temos o compromisso diário de levar até os leitores um jornalismo crítico, alicerçado em dados e fontes confiáveis. Acreditamos que este seja o melhor antídoto contra as fake news e o extremismo que ameaçam a liberdade e a democracia.

Se você acredita no nosso trabalho, junte-se a nós. Apoie, da maneira que puder. Ou assine e tenha acesso ao conteúdo integral de CartaCapital!

Compartilhar postagem