CartaExpressa

MTST faz manifestação contra a fome em frente a mansão de Flávio Bolsonaro

Enquanto o povo está na fila do osso, a família Bolsonaro esbanja luxo com dinheiro duvidoso, escreveu Boulos

Protesto na mansão de Flávio
Protesto na mansão de Flávio

Após uma semana desde a manifestação do Movimento dos Trabalhadores Sem Teto (MTST) na sede da Bolsa de Valores, em São Paulo, o movimento realiza, nesta quinta-feira (30), um ato em frente à casa do senador Flávio Bolsonaro (Patriota-RJ), filho do presidente Jair Bolsonaro. A informação foi divulgada pelo líder do movimento, Guilherme Boulos, e confirmada pelo Broadcast Político.

“O MTST faz manifestação agora na mansão de R$ 6 milhões de Flávio Bolsonaro. Enquanto o povo está na fila do osso, a família Bolsonaro esbanja luxo com dinheiro duvidoso”, divulgou o líder do MTST, no Twitter. De acordo com a assessoria de Boulos, há cerca de 300 pessoas no local.

Segundo o MTST, a ação faz parte da jornada contra a fome e a inflação batizado de “Tá tudo caro, a culpa é do Bolsonaro!”, promovida pelo movimento, que se iniciou na semana passada com a ocupação da Bolsa de Valoresna capital paulista. Na quarta-feira (29) o jornal Extra publicou matéria que mostrava que famílias do Rio de Janeiro recorrem a restos de ossos e carne rejeitados por supermercados para lidar com a fome.

Além de cartazes contra o governo, manifestantes levaram restos de carne para protestar contra a política econômica do Executivo e fazem discursos contra a família Bolsonaro.

A casa de Flávio Bolsonaro está localizada no condomínio reservado do Setor de Mansões Dom Bosco, área nobre do bairro Lago Sul em Brasília. Proprietário desde janeiro deste ano, a residência foi adquirida por R$ 5,97 milhões.

Assine nossa newsletter

Receba conteúdos exclusivos direto na sua caixa de entrada.

Um minuto, por favor...

Obrigado por ter chegado até aqui. Combater a desinformação, as mentiras e os ataques às instituições custa tempo e dinheiro. Nós, da CartaCapital, temos o compromisso diário de levar até os leitores um jornalismo crítico, alicerçado em dados e fonte confiáveis. Acreditamos que este seja o melhor antídoto contra as fake news e o extremismo que ameaçam a liberdade e a democracia.

Se você acredita no nosso trabalho, junte-se a nós. Apoie, da maneira que puder. Ou assine e tenha acesso ao conteúdo integral de CartaCapital!