CartaExpressa

Morre no Rio de Janeiro, aos 80 anos, a atriz Maria Lúcia Dahl

Veterana no cinema nacional, a atriz estava internada há uma semana

Maria Lúcia Dahl em cena na novela “Aquele Beijo”. Participação mais recente da atriz nas novelas - Foto: Reprodução/TV Globo
Maria Lúcia Dahl em cena na novela “Aquele Beijo”. Participação mais recente da atriz nas novelas - Foto: Reprodução/TV Globo
Apoie Siga-nos no

Morreu na noite desta quarta-feira 15, aos 80 anos, a atriz Maria Lúcia Dahl. A artista, que sofria do Mal de Alzheimer, estava internada há dois dias e não resistiu às complicações no rim.  

A informação foi confirmada pelo Retiro dos Artistas, onde Dahl morava há dois anos. Prestes a completar 81 anos, no dia 20 de junho, ela deixa sua única filha, a atriz Joana Medeiros e dois netos. A cerimônia de despedida e velório serão realizados nesta quinta-feira 16, no Cemitério Memorial do Carmo.

A atriz, que acumulou, aproximadamente, 20 passagens em telenovelas e 38 no cinema, teve como seu último trabalho o documentário Cine Paissandu, em 2014. Na televisão integrou o elenco de novelas como “Salsa e Merengue”, “Torre de Babel”, “Anos Dourados”, “Bambolê”, “Jogo da Vida” e “Espelho Mágico”.

Um dos seus destaques foi com a personagem Yone da série Anos Rebeldes. Sua última participação em televisão foi na telenovela de Miguel Falabella, Aquele Beijo, em 2011.

Falabella, em publicação no seu Instagram, lamentou a morte de Maria Lúcia Dahl. “Gostava muito dela. Eu a chamava Chubidú Dahl Dahl (por causa de Vicente Pereira) e ela esteve conosco no nascimento da nova comédia na alvorada dos anos 80. Descanse em paz, minha querida”.  

Em sua filmografia, a artista marcou época no chamado “Cinema Novo” participando das seguintes produções: “Macunaíma”, de Joaquim Pedro de Andrade; “Menino do engenho”, de Walter Lima Jr; “A grande cidade”, de Carlos Diegues e “O bravo guerreiro”, de Gustavo Dahl. 

Além disso, Dahl foi roteirista e escritora, durante 20 anos ela manteve uma coluna para o Jornal do Brasil.

Camila da Silva

Camila da Silva
Repórter e Produtora de CartaCapital

Tags: , , ,

Jornalismo crítico e inteligente. Todos os dias, no seu e-mail

Assine nossa newsletter

Assine nossa newsletter e receba um boletim matinal exclusivo

Um minuto, por favor...

Apoiar o bom jornalismo nunca foi tão importante

Obrigado por ter chegado até aqui. Nós, da CartaCapital, temos o compromisso diário de levar até os leitores um jornalismo crítico, que chama as coisas pelo nome. E sempre alicerçado em dados e fontes confiáveis. Acreditamos que este seja o melhor antídoto contra as fake news e o extremismo que ameaçam a liberdade e a democracia.

Se este combate também é importante para você, junte-se a nós! Contribua, com o quanto que puder. Ou assine e tenha acesso ao conteúdo completo de CartaCapital.

Jornalismo crítico e inteligente. Todos os dias, no seu e-mail

Assine nossa newsletter

Assine nossa newsletter e receba um boletim matinal exclusivo

Um minuto, por favor...

Apoiar o bom jornalismo nunca foi tão importante

Obrigado por ter chegado até aqui. Nós, da CartaCapital, temos o compromisso diário de levar até os leitores um jornalismo crítico, que chama as coisas pelo nome. E sempre alicerçado em dados e fontes confiáveis. Acreditamos que este seja o melhor antídoto contra as fake news e o extremismo que ameaçam a liberdade e a democracia.

Se este combate também é importante para você, junte-se a nós! Contribua, com o quanto que puder. Ou assine e tenha acesso ao conteúdo completo de CartaCapital.