CartaExpressa

Maioria do STF condena mais 15 envolvidos no 8 de Janeiro

A Corte ainda definirá, porém, a duração das penas

O presidente do TSE, Alexandre de Moraes. Foto: Sergio Lima/AFP
Apoie Siga-nos no

O Supremo Tribunal Federal formou maioria, nesta terça-feira 20, para condenar mais 15 executores dos atos golpistas de 8 de Janeiro. A duração das penas, porém, ainda será definida.

O relator, Alexandre de Moraes, propôs 17 anos de prisão para nove réus e 14 anos de prisão para outros seis. Seguiram integralmente essa dosimetria os ministros Cármen Lúcia, Gilmar Mendes, Luiz Fux e Dias Toffoli.

A condenação se refere aos crimes de abolição violenta do Estado Democrático de Direito, golpe de Estado, associação criminosa armada, dano qualificado e deterioração de patrimônio tombado.

Cristiano Zanin e Edson Fachin votaram pela condenação, mas sugeriram penas menores. O julgamento ocorre no plenário virtual e termina na noite desta terça.

Até aqui, o STF condenou 71 pessoas pelo 8 de Janeiro. Ao todo, o Tribunal recebeu 1.345 denúncias contra envolvidos nos atos, apresentadas pelo Ministério Público Federal.

ENTENDA MAIS SOBRE: , , , , ,

Jornalismo crítico e inteligente. Todos os dias, no seu e-mail

Assine nossa newsletter

Assine nossa newsletter e receba um boletim matinal exclusivo

Relacionadas

Jornalismo crítico e inteligente. Todos os dias, no seu e-mail

Assine nossa newsletter

Assine nossa newsletter e receba um boletim matinal exclusivo

Um minuto, por favor…

O bolsonarismo perdeu a batalha das urnas, mas não está morto.

Diante de um país tão dividido e arrasado, é preciso centrar esforços em uma reconstrução.

Seu apoio, leitor, será ainda mais fundamental.

Se você valoriza o bom jornalismo, ajude CartaCapital a seguir lutando por um novo Brasil.

Assine a edição semanal da revista;

Ou contribua, com o quanto puder.