CartaExpressa

Lula sobre Datafolha: ‘Mostra que o povo brasileiro quer se ver livre desse governo trágico’

Outros líderes do PT celebraram resultado que indica possibilidade de Lula bater Bolsonaro já no 1º turno do pleito

Foto: Ricardo Stuckert
Foto: Ricardo Stuckert
Apoie Siga-nos no

O ex-presidente Lula (PT) usou as redes sociais nesta quinta-feira 23 para comentar a pesquisa do instituto Datafolha que mostra que ele tem 47% das intenções de voto e pode vencer Jair Bolsonaro (PL) já no primeiro turno do pleito deste ano. Para o ex-presidente, o levantamento reflete a ‘vontade do povo’ de se livrar de ‘um governo trágico’ feito pelo ex-capitão, que tem só 28% no levantamento desta quinta.

“Apesar de um mês de propaganda na TV e de uma enxurrada de fake news do bolsonarismo na internet, a nova pesquisa mostra, mais uma vez, que o povo brasileiro quer se ver livre desse governo trágico”, escreveu Lula após a divulgação do resultado do levantamento.

Além do ex-presidente, outros líderes do PT também usaram as redes sociais para celebrar o resultado. Gleisi Hoffmann, que preside a legenda, destaca a estabilidade do resultado mesmo com a aproximação das eleições:

“Datafolha confirma vantagem de Lula sobre o rejeitado Bolsonaro, consolidando tendência. Dois meses seguidos indicando vitória, fora da margem de erro. Temos mais 100 dias para seguir conversando com o povo e levando esperança para o Brasil”, publicou a deputada.

Reginaldo Lopes, atual líder do PT na Câmara, também tratou do tema em uma publicação. Para ele, a eleição será uma ‘virada de página da história’ brasileira.

“Se eleição fosse hoje, Lula ganharia no primeiro turno, segundo o Datafolha, com 53% dos votos válidos. Vamos virar essa página infeliz de nossa história e fazer de Lula o próximo presidente do Brasil”, disse o parlamentar, que também integra a coordenação de campanha do ex-presidente.

Já o senador Paulo Rocha, que lidera o partido na Casa, o resultado mostra a consolidação da vantagem de Lula sobre os adversários. “Lula cada dia mais firme na liderança das pesquisas é a certeza para os brasileiros de que este país vai voltar a sorrir.”

Quem também escreveu sobre o tema foi Jean-Paul Prates, o parlamentar é líder da minoria no Senado. Os números, que se mantiveram estáveis desde o último levantamento, mostram um alto índice de decisão do eleitor brasileiro neste momento.

“Segue o líder! O povo já decidiu e sabe o que é melhor para o Brasil. É Lula lá de novo! Em outubro vamos tirar essa turma que está no poder e colocar o país nos trilhos”, celebrou o parlamentar.

Getulio Xavier

Getulio Xavier
Repórter do site de CartaCapital

Tags: , , , , , , , ,

Jornalismo crítico e inteligente. Todos os dias, no seu e-mail

Assine nossa newsletter

Assine nossa newsletter e receba um boletim matinal exclusivo

Um minuto, por favor...

Apoiar o bom jornalismo nunca foi tão importante

Obrigado por ter chegado até aqui. Nós, da CartaCapital, temos o compromisso diário de levar até os leitores um jornalismo crítico, que chama as coisas pelo nome. E sempre alicerçado em dados e fontes confiáveis. Acreditamos que este seja o melhor antídoto contra as fake news e o extremismo que ameaçam a liberdade e a democracia.

Se este combate também é importante para você, junte-se a nós! Contribua, com o quanto que puder. Ou assine e tenha acesso ao conteúdo completo de CartaCapital.

Leia também

Jornalismo crítico e inteligente. Todos os dias, no seu e-mail

Assine nossa newsletter

Assine nossa newsletter e receba um boletim matinal exclusivo

Um minuto, por favor...

Apoiar o bom jornalismo nunca foi tão importante

Obrigado por ter chegado até aqui. Nós, da CartaCapital, temos o compromisso diário de levar até os leitores um jornalismo crítico, que chama as coisas pelo nome. E sempre alicerçado em dados e fontes confiáveis. Acreditamos que este seja o melhor antídoto contra as fake news e o extremismo que ameaçam a liberdade e a democracia.

Se este combate também é importante para você, junte-se a nós! Contribua, com o quanto que puder. Ou assine e tenha acesso ao conteúdo completo de CartaCapital.