CartaExpressa

Lula recebe o presidente da Croácia nesta segunda-feira

Na pauta, estão temas como a transição energética e os conflitos na Ucrânia e no Oriente Médio

Presidente croata Zoran Milanović. Foto: Denis Lovrovic/AFP
Apoie Siga-nos no

O presidente da Croácia, Zoran Milanović, vem ao Brasil em uma visita oficial nesta segunda-feira 3. Ele vai se encontrar com o presidente Lula (PT) no Palácio do Itamaraty.

A reunião, que deve começar às 11h30, deve tratar do estreitamento das relações bilaterais e das relações do Brasil com a União Europeia.

Na pauta, estão temas como a transição energética, mudanças climáticas, a presidência do Brasil à frente do G20, a realização da COP-30 em Belém, no Pará, em 2025, e os conflitos na Ucrânia e no Oriente Médio.

A expectativa ainda é que os dois lideres conversem sobre o acordo entre Mercosul e União Europeia. Em 2019, parte do acordo foi finalizada, mas, desde então, a revisão está travada.

Entre os temas que o governo brasileiro e o Mercosul avaliavam necessitar de ajustes estavam as compras governamentais – a costura anterior abriria para empresas europeias a concorrência nessas licitações.

ENTENDA MAIS SOBRE: , , ,

Jornalismo crítico e inteligente. Todos os dias, no seu e-mail

Assine nossa newsletter

Assine nossa newsletter e receba um boletim matinal exclusivo

Relacionadas

Jornalismo crítico e inteligente. Todos os dias, no seu e-mail

Assine nossa newsletter

Assine nossa newsletter e receba um boletim matinal exclusivo

Apoie o jornalismo que chama as coisas pelo nome

Depois de anos bicudos, voltamos a um Brasil minimamente normal. Este novo normal, contudo, segue repleto de incertezas. A ameaça bolsonarista persiste e os apetites do mercado e do Congresso continuam a pressionar o governo. Lá fora, o avanço global da extrema-direita e a brutalidade em Gaza e na Ucrânia arriscam implodir os frágeis alicerces da governança mundial.
CartaCapital não tem o apoio de bancos e fundações. Sobrevive, unicamente, da venda de anúncios e projetos e das contribuições de seus leitores. E seu apoio, leitor, é cada vez mais fundamental.
Não deixe a Carta parar. Se você valoriza o bom jornalismo, nos ajude a seguir lutando. Assine a edição semanal da revista ou contribua com o quanto puder.