CartaExpressa

Lula deixou a mensagem na Europa de que o Brasil não é Bolsonaro, diz El País

Para jornal espanhol, ex-presidente mostrou que uma esquerda democrática, realista e disposta a lutar contra a desigualdade é possível

Foto: JULIEN DE ROSA / AFP
Foto: JULIEN DE ROSA / AFP

O jornal espanhol El País, em editorial publicado nesta segunda-feira 22, defende a aproximação do ex-presidente Lula com a esquerda europeia, pois o petista, de acordo com a publicação, “parece ser o único candidato com capacidade para derrotar Bolsonaro, um presidente que desprezou a vida humana e a autoridade da ciência durante a pandemia, levando ao seu país com uma das maiores taxas de mortes por Covid-19 do planeta”.

No texto, o periódico ainda sustenta que o ex-presidente, na viagem que fez à União Europeia, “mostrou sua sensibilidade para com a pobreza e a justiça social em uma área duramente atingida pela desigualdade. Mas também para questões como mudanças climáticas, diversidade e qualidade democrática”.

“Lula deixou a mensagem em seu rastro na Europa de que o Brasil não é o Bolsonaro e que uma esquerda democrática, realista e disposta a lutar contra a desigualdade é possível”, afirmou o editorial.

Sobre o pleito de 2022, o jornal disse que o “resultado terá inevitavelmente um grande impacto em todo o continente na próxima década, devido à capacidade de irradiação de um país que havia sido considerado um exemplo democrático de economias emergentes”.

“As eleições que colocarão Lula contra Bolsonaro terão um caráter existencial: o próprio futuro da democracia no Brasil está em jogo”, acrescentou.

Assine nossa newsletter

Receba conteúdos exclusivos direto na sua caixa de entrada.

Um minuto, por favor...

Obrigado por ter chegado até aqui. Combater a desinformação, as mentiras e os ataques às instituições custa tempo e dinheiro. Nós, da CartaCapital, temos o compromisso diário de levar até os leitores um jornalismo crítico, alicerçado em dados e fonte confiáveis. Acreditamos que este seja o melhor antídoto contra as fake news e o extremismo que ameaçam a liberdade e a democracia.

Se você acredita no nosso trabalho, junte-se a nós. Apoie, da maneira que puder. Ou assine e tenha acesso ao conteúdo integral de CartaCapital!