CartaExpressa

Jorge Seif gastou R$ 32 mil do Senado para acompanhar ato de Bolsonaro

Senador catarinense alega que o gasto foi autorizado pelo presidente da Casa, Rodrigo Pacheco

Jorge Seif Júnior e Jair Bolsonaro em transmissão ao vivo nas redes sociais (Foto: Reprodução)
Apoie Siga-nos no

O senador Jorge Seif (PL) gastou ao menos 32 mil reais da verba do Senado para remarcar um voo e chegar a tempo do ato promovido pelo ex-presidente Jair Bolsonaro (PL), neste domingo 25, em São Paulo. As informações são do jornal O Globo.

Ele estava nos Emirados Árabes Unidos e antecipou o retorno, gerando custos adicionais para os cofres públicos. O parlamentar ainda cancelou a participação na Bolsa de Turismo de Lisboa, em Portugal, para prestar apoio ao ex-capitão. 

Procurado pela publicação, o senador disse que a missão a Lisboa teria sido a convite do governador de Santa Catarina, Jorginho Mello (PL), e que a viagem foi “devidamente autorizada e custeada pelo presidente do Senado”, Rodrigo Pacheco (PSD). 

“Como membro da Comissão de Desenvolvimento Regional e Turismo e pelo ineditismo da participação de Santa Catarina, em feira internacional, representarei o nosso estado e o Brasil, não só na feira, mas em diversas outras agendas bilaterais de interesse no fomento do setor turístico catarinense”, completa a nota.

Segundo informações do Portal da Transparência, o parlamentar cancelou as passagens de Dubai para Lisboa, compradas no dia 30 de janeiro. O custo total da viagem ficou em mais de 77 mil reais. 

Após participar do ato bolsonarista, o aliado do ex-presidente deverá seguir viagem para Paris, passando por Lisboa.

Em nota, o Senado Federal confirmou que autorizou a viagem do parlamentar para acompanhar o governador catarinense, em caráter de representação da Casa.

ENTENDA MAIS SOBRE: , , , , ,

Jornalismo crítico e inteligente. Todos os dias, no seu e-mail

Assine nossa newsletter

Assine nossa newsletter e receba um boletim matinal exclusivo

Relacionadas

Jornalismo crítico e inteligente. Todos os dias, no seu e-mail

Assine nossa newsletter

Assine nossa newsletter e receba um boletim matinal exclusivo

Apoie o jornalismo que chama as coisas pelo nome

Os Brasis divididos pelo bolsonarismo vivem, pensam e se informam em universos paralelos. A vitória de Lula nos dá, finalmente, perspectivas de retomada da vida em um país minimamente normal. Essa reconstrução, porém, será difícil e demorada. E seu apoio, leitor, é ainda mais fundamental.

Portanto, se você é daqueles brasileiros que ainda valorizam e acreditam no bom jornalismo, ajude CartaCapital a seguir lutando. Contribua com o quanto puder.

Quero apoiar