CartaExpressa,Política

Internado, Bolsonaro evoca PSOL e PT ao falar do assunto pela primeira vez

Internado, Bolsonaro evoca PSOL e PT ao falar do assunto pela primeira vez

O presidente Jair Bolsonaro, hospitalizado por obstrução intestinal no dia 14 de julho (Reprodução/Instagram)

O presidente Jair Bolsonaro, hospitalizado por obstrução intestinal no dia 14 de julho (Reprodução/Instagram)

O presidente Jair Bolsonaro, que virá para São Paulo avaliar a necessidade de uma cirurgia de emergência em função de uma obstrução intestinal, comentou o caso nas redes sociais.

O ex-capitão atribuiu o problema médico ao atentado à faca sofrido em 2018. E, mais uma vez, evocou partidos de esquerda. “Mais um desafio, consequência da tentativa de assassinato promovida por antigo filiado ao PSOL, braço esquerdo do PT, para impedir a vitória de milhões de brasileiros que queriam mudanças para o Brasil. Um atentado cruel não só contra mim, mas contra a nossa democracia”, escreveu.

No Instagram, ao agradecer à torcida e oração de seus apoiadores pelo seu restabelecimento, o presidente acrescentou que “por Deus foi nos dada uma nova oportunidade, uma oportunidade para enfim colocarmos o Brasil no caminho da prosperidade. E mesmo com todas as adversidades, inclusive uma pandemia que levou muito de nossos irmãos no Brasil e no mundo, continuamos seguindo por este caminho”.

Na foto, ele aparece acompanhado de um homem usando um crucifixo.

Bolsonaro foi internado no Hospital das Forças Armadas, em Brasília, após sofrer de fortes dores intestinais na madrugada. Nas últimas semanas, o presidente também apresentava um quadro de soluços constantes.

 

Responda nossa pesquisa e nos ajude a entender o que nossos leitores esperam de CartaCapital

Um minuto, por favor...

Obrigado por ter chegado até aqui. Combater a desinformação, as mentiras e os ataques às instituições custa tempo e dinheiro. Nós, da CartaCapital, temos o compromisso diário de levar até os leitores um jornalismo crítico, alicerçado em dados e fontes confiáveis. Acreditamos que este seja o melhor antídoto contra as fake news e o extremismo que ameaçam a liberdade e a democracia.

Se você acredita no nosso trabalho, junte-se a nós. Apoie, da maneira que puder. Ou assine e tenha acesso ao conteúdo integral de CartaCapital!

Compartilhar postagem