CartaExpressa,Política

Governo pagou 268 mil reais em cachê a apresentadores bolsonaristas

Governo pagou 268 mil reais em cachê a apresentadores bolsonaristas

Os valores se referem à participação em campanhas publicitárias do governo

Governo pagou 268 mil reais em cachê a apresentadores bolsonaristas

O governo do presidente Jair Bolsonaro pagou 268 mil reais a apresentadores bolsonaristas. Os pagamentos foram feitos entre 2019 e 2020 e se referem à participação dos apresentadores em campanhas para a gestão federal. O levantamento é da Folha de S. Paulo.

Os dados estão em posse da CPI da Covid no Senado e mostram os pagamentos da Secretaria Especial de Comunicação Social, a Secom.

Na lista, o apresentador que embolsou o maior valor foi Sikêra Jr., da Rede TV!, com 120 mil reais. Logo em seguida aparecem Luciana Gimenez, da mesma emissora. Luís Ernesto Lacombe, também da Rede TV!, está na lista.

Ainda constam na lista o pagamento dos apresentadores feito à programas da TV Record, como Cidade Alerta e Balanço Geral, conhecidos por defender as políticas do governo federal.

Os 51 mil reais pagos a Luciana Gimenez são a soma de nove pagamentos entre 2019 e 2020. A apresentadora foi responsável por seis campanhas em defesa da Reforma da Previdência. Ela ainda participou de publicidades da Semana Brasil, comemorando uma suposta retomada da economia; do lançamento da nota de 200 reais; e da ‘Agenda Positiva’, que ecoava feitos da gestão Bolsonaro.

A apresentadora respondeu ao jornal que os pagamentos não se tratam de ‘campanhas do governo’, mas de ‘ações importantes para o bem-estar da sociedade’.

Lacombe, por sua vez, embolsou 20 mil reais por duas campanhas, a primeira sobre a Semana Nacional do Trânsito e a segunda sobre a os riscos da exposição de crianças na internet. Ele não retornou à reportagem.

 

Confira outros pagamentos que aparecem na lista:

  • Tino Júnior, apresentador do Balanço Geral Rio de Janeiro – 45,7 mil reais;
  • Ernani Alves, do Cidade Alerta Rio – 16,4 mil reais;
  • Cesar Rosa, ex-apresentador da rádio Jovem Pan – 5 mil;
  • Nelson Rubens, ex-apresentador do TV Fama, da RedeTV! – 3.474 reais;
  • Sergio Murilo, do Balanço Geral Maranhão – 2.610 reais;
  • Marcus Pimenta, do Balanço Geral Pará – 2.278 reais;
  • Henrique Chaves, do Balanço Geral Distrito Federal – 1.601 reais.

Os pagamentos foram feitos por meio de repasses às empresas PPR Profissionais de Publicidade Reunidos, Calia/Y2 Propaganda e Marketing e Artplan Comunicação. Todas elas têm contratos com o Executivo federal e subcontrataram os apresentadores.

Responda nossa pesquisa e nos ajude a entender o que nossos leitores esperam de CartaCapital

Um minuto, por favor...

Obrigado por ter chegado até aqui. Combater a desinformação, as mentiras e os ataques às instituições custa tempo e dinheiro. Nós, da CartaCapital, temos o compromisso diário de levar até os leitores um jornalismo crítico, alicerçado em dados e fontes confiáveis. Acreditamos que este seja o melhor antídoto contra as fake news e o extremismo que ameaçam a liberdade e a democracia.

Se você acredita no nosso trabalho, junte-se a nós. Apoie, da maneira que puder. Ou assine e tenha acesso ao conteúdo integral de CartaCapital!

Compartilhar postagem