CartaExpressa

Exames mostram novos ‘pontos de doença’ nos ossos e no fígado de Bruno Covas

Médicos afirmam que prefeito de São Paulo voltará à imunoterapia, mas que está ‘bem clinicamente’

Prefeito de São Paulo, Bruno Covas. Foto: Patrícia Cruz/PSDB
Prefeito de São Paulo, Bruno Covas. Foto: Patrícia Cruz/PSDB

Diagnosticado com um câncer entre o estômago e o esôfago em outubro de 2019, o prefeito de São Paulo Bruno Covas (PSDB) teve novos “pontos de doença” detectados nos ossos e no fígado. O diagnóstico veio após exames realizados na quinta-feira 15, que confirmaram mais uma fase no tratamento do prefeito contra a doença.

Segundo nota da assessoria médica de Covas, como os exames “demonstraram o surgimento de novos pontos de doença”, foram necessários ajustes no tratamento, com continuidade da quimioterapia e acréscimo da imunoterapia.

Covas, de 41 anos, voltou à quimioterapia após ser constatado, em fevereiro, que a doença tinha ganhado “terreno”.

“Clinicamente o prefeito está bem, sem sintomas, e apto a prosseguir suas atividades pessoais e profissionais. A alta está prevista para o início da semana, após completar esta etapa do tratamento”, escrevem os médicos Fernando Ganem e Ângelo Fernandez, do Sírio-Libanês, onde o prefeito permanece internado.

CartaCapital

CartaCapital

Tags: ,

Assine nossa newsletter

Receba conteúdos exclusivos direto na sua caixa de entrada.

Um minuto, por favor...

Obrigado por ter chegado até aqui. Combater a desinformação, as mentiras e os ataques às instituições custa tempo e dinheiro. Nós, da CartaCapital, temos o compromisso diário de levar até os leitores um jornalismo crítico, alicerçado em dados e fonte confiáveis. Acreditamos que este seja o melhor antídoto contra as fake news e o extremismo que ameaçam a liberdade e a democracia.

Se você acredita no nosso trabalho, junte-se a nós. Apoie, da maneira que puder. Ou assine e tenha acesso ao conteúdo integral de CartaCapital!