CartaExpressa,Política

Em NY, Boris Johnson elogia AstraZeneca e Bolsonaro diz que ‘ainda’ não tomou

Em NY, Boris Johnson elogia AstraZeneca e Bolsonaro diz que ‘ainda’ não tomou

Jair Bolsonaro e Boris Johnson, em Nova York. Foto: Alan Santos/PR

Jair Bolsonaro e Boris Johnson, em Nova York. Foto: Alan Santos/PR

A vacinação contra a Covid-19 foi um dos temas do encontro entre o presidente Jair Bolsonaro e o premiê britânico, Boris Johnson, nesta segunda-feira 20, em Nova York. O ex-capitão abrirá a 76ª Assembleia-Geral da ONU, nesta terça-feira 21.

Johnson elogiou o imunizante desenvolvido pela Universidade de Oxford e pelo laboratório AstraZeneca – produzido no Brasil pela Fiocruz. “É uma ótima vacina. Obrigado, pessoal. Tomem vacinas da AstraZeneca”, disse o premiê, ao lado de Bolsonaro.

Na sequência, o britânico afirmou já ter tomado as duas doses da vacina. Ele olhou diretamente para Bolsonaro, em um gesto de questionamento sobre a imunização do brasileiro. O ex-capitão respondeu, então: “Ainda não”.

Bolsonaro é o único líder entres as maiores economias do planeta a declarar publicamente não ter se vacinado. Além disso, o presidente continua a disseminar fake news sobre os imunizantes e a sugerir ter imunidade superior à de vacinados.

A postura provocou um recado direto do prefeito de Nova York, Bill de Blasio, nesta segunda. “Com os protocolos em vigor, precisamos enviar uma mensagem a todos os líderes mundiais, principalmente Bolsonaro, do Brasil: se você pretende vir aqui, você precisa estar vacinado”, declarou, em vídeo divulgado na internet. “Se você não quer se vacinar, nem precisa vir”.

 

Um minuto, por favor...

Obrigado por ter chegado até aqui. Combater a desinformação, as mentiras e os ataques às instituições custa tempo e dinheiro. Nós, da CartaCapital, temos o compromisso diário de levar até os leitores um jornalismo crítico, alicerçado em dados e fontes confiáveis. Acreditamos que este seja o melhor antídoto contra as fake news e o extremismo que ameaçam a liberdade e a democracia.

Se você acredita no nosso trabalho, junte-se a nós. Apoie, da maneira que puder. Ou assine e tenha acesso ao conteúdo integral de CartaCapital!

Compartilhar postagem