CartaExpressa

Damares Alves diz que ‘gostou muito’ de Zanin, indicado de Lula ao STF

Ela já havia anunciado que votaria contra o advogado no Senado, mas posição pode mudar após o encontro entre os dois

Fotos: Pedro França/Agência Senado e Alessandro Dantas/PT na Câmara
Apoie Siga-nos no

A senadora Damares Alves (Republicanos-DF), ex-ministra de Jair Bolsonaro, disse ter ‘gostado muito’ de Cristiano Zanin, advogado indicado pelo presidente Lula ao Supremo Tribunal Federal. A avaliação foi feita ao jornal O Estado de S. Paulo na noite desta quarta-feira 14.

Ela já havia anunciado, recentemente, que votaria contra ele no Senado Federal, mas a sinalização é de que pode refletir sobre a posição nos próximos dias. A mudança ocorre poucas horas após um encontro entre os dois em um jantar da bancada evangélica no Congresso. Ao site Metrópoles, porém, negou estar repensando a posição:

“A reunião foi importante para que eu o conhecesse, para que ele também me conhecesse e um pouco de minhas causas. Gostei dele. Me despertou muita empatia. Mas ainda mantenho meu voto”, disse a bolsonarista. O voto dos senadores, vale dizer, é secreto.

Segundo contou ao jornal, ela pediu a Zanin que, se seu nome for aprovado, que ele se torne o representante das crianças na Corte. Disse ainda ter ficado contente em saber que o advogado é de Piracicaba (SP), cidade em que ela mantém relações familiares.

A reunião entre Zanin e Damares faz parte do périplo do indicado de Lula pelo Senado. Ele já se encontrou com 58 dos 81 senadores e garantiu apoio unânime do PSD e do MDB. Ele será sabatinado no próximo dia 21 na Comissão de Constituição e Justiça e precisará, no plenário, ter 41 votos.

ENTENDA MAIS SOBRE: , , , , , , , ,

Jornalismo crítico e inteligente. Todos os dias, no seu e-mail

Assine nossa newsletter

Assine nossa newsletter e receba um boletim matinal exclusivo

Relacionadas

Jornalismo crítico e inteligente. Todos os dias, no seu e-mail

Assine nossa newsletter

Assine nossa newsletter e receba um boletim matinal exclusivo

Apoie o jornalismo que chama as coisas pelo nome

Os Brasis divididos pelo bolsonarismo vivem, pensam e se informam em universos paralelos. A vitória de Lula nos dá, finalmente, perspectivas de retomada da vida em um país minimamente normal. Essa reconstrução, porém, será difícil e demorada. E seu apoio, leitor, é ainda mais fundamental.

Portanto, se você é daqueles brasileiros que ainda valorizam e acreditam no bom jornalismo, ajude CartaCapital a seguir lutando. Contribua com o quanto puder.

Quero apoiar