CartaExpressa

Bolsonaro tenta ironizar a Coronavac: ‘Essa de 50% é uma boa?’

Bolsonaro tenta ironizar a Coronavac: ‘Essa de 50% é uma boa?’

Fotos: Marcos Corrêa/PR e Divulgação/Governo de São Paulo

Fotos: Marcos Corrêa/PR e Divulgação/Governo de São Paulo

O presidente Jair Bolsonaro recorreu à ironia nesta quarta-feira 13 para comentar os resultados dos testes clínicos da vacina Coronavac, produzida pelo Instituto Butantan com o laboratório chinês Sinovac.

“Essa de 50% é uma boa?”, respondeu o presidente a um apoiador no Palácio da Alvorada que o questionou sobre o imunizante, cuja taxa global de eficácia é de 50,38%.

“O que eu apanhei por causa disso. Agora estão vendo a verdade. Estou há quatro meses apanhando por causa da vacina. Entre eu e a vacina tem a Anvisa. Eu não sou irresponsável. Não estou a fim de agradar quem quer que seja”, acrescentou Bolsonaro.

A uma apoiadora que declarou que só se vacinaria quando o presidente se imunizasse, ele afirmou: “Eu já fui infectado”.

Na terça-feira 12, em entrevista a CartaCapital, o infectologista Marcos Boulos explicou que a Coronavac é segura e protege contra o desenvolvimento de formas graves da Covid-19. Segundo o especialista, ela produz uma imunidade mais baixa que outras vacinas, mas, além de salvar vidas, ajudará a preservar leitos hospitalares, o que cada vez mais se mostra urgente.

 

Responda nossa pesquisa e nos ajude a entender o que nossos leitores esperam de CartaCapital

Um minuto, por favor...

Obrigado por ter chegado até aqui. Combater a desinformação, as mentiras e os ataques às instituições custa tempo e dinheiro. Nós, da CartaCapital, temos o compromisso diário de levar até os leitores um jornalismo crítico, alicerçado em dados e fontes confiáveis. Acreditamos que este seja o melhor antídoto contra as fake news e o extremismo que ameaçam a liberdade e a democracia.

Se você acredita no nosso trabalho, junte-se a nós. Apoie, da maneira que puder. Ou assine e tenha acesso ao conteúdo integral de CartaCapital!

Compartilhar postagem