CartaExpressa

Bolsonaro: Se a direita começar a bater muito, vai ter que escolher entre Lula e Ciro

Bolsonaro: Se a direita começar a bater muito, vai ter que escolher entre Lula e Ciro

Presidente admitiu que o Fundão Eleitoral, de 6 bilhões de reais, será vetado parcialmente

Foto: Reprodução

Foto: Reprodução

O presidente Jair Bolsonaro reclamou nesta segunda-feira 26 das críticas que sofre de apoiadores por não ter condições de vetar integralmente o chamado Fundão Eleitoral, de mais de 6 bilhões de reais. De acordo com o mandatário, será cortado um excesso de 2 bilhões do valor proposto.

“Deixar claro uma coisa. Vai ser vetado o excesso do que a lei garante. O extra de 2 bilhões será vetado. Espero não apanhar do pessoal aí, como sempre. Se começarem a bater muito, vão escolher no segundo turno Lula ou Ciro. A crítica é válida quando tem fundamento”, disse na porta do Palácio do Alvorada.

Na conversa, o presidente voltou a comentar que ele provará que houve fraude nas eleições de 2014. No discurso, Bolsonaro criticou novamente o ministro Luis Roberto Barroso, do Supremo Tribunal Federal e presidente do Tribunal Superior Eleitoral.

“Vamos ter o voto democrático ou não no ano que vem? Vamos ter eleições democráticas? Não consigo entender porque os caras são contra uma maneira de terminar as eleições e ninguém reclamar. Está na cara que querem fraudar, de novo”, declarou.

“Geralmente, quem está no poder que tem as artimanhas, mas estou fazendo exatamente o contrário. Eleições democráticas são aquelas que você confia em seu voto. Os que não querem eleições democráticas querem a volta da impunidade e corrupção”, acrescentou.

Bolsonaro ainda anunciou que na próxima quinta-feira, durante a sua live semanal, vai mostrar as tais provas de fraude. “A gente vai expor todas as questões que levam a gente a ter eleições democráticas”.

“A maneira como o Barroso está se posicionando está esquisito. Ninguém consegue entender o porquê ele é contra”, acusa.

Veja o vídeo:

Responda nossa pesquisa e nos ajude a entender o que nossos leitores esperam de CartaCapital

Um minuto, por favor...

Obrigado por ter chegado até aqui. Combater a desinformação, as mentiras e os ataques às instituições custa tempo e dinheiro. Nós, da CartaCapital, temos o compromisso diário de levar até os leitores um jornalismo crítico, alicerçado em dados e fontes confiáveis. Acreditamos que este seja o melhor antídoto contra as fake news e o extremismo que ameaçam a liberdade e a democracia.

Se você acredita no nosso trabalho, junte-se a nós. Apoie, da maneira que puder. Ou assine e tenha acesso ao conteúdo integral de CartaCapital!

Compartilhar postagem