CartaExpressa

Bolsonaro não tem liderança para colocar Forças Armadas em aventura, avalia deputado

Para oposição, presidente tentará enquadrar as instituições para servir ao seu projeto de poder, mas não deve ter sucesso

Foto: Sergio LIMA / AFP
Foto: Sergio LIMA / AFP

A avaliação de deputados de oposição sobre a troca de todos os comandantes das Forças Armadas é a de que o presidente Jair Bolsonaro, apesar das mudanças, não tem força para tentar um golpe no Brasil.

Para o deputado Arlindo Chinaglia (PT-SP), falta apoio institucional para que Bolsonaro tente algo nessa direção.

“O Bolsonaro não tem liderança, nem autoridade para colocar as Forças Armadas em uma aventura. Como ele dará golpe sem apoio da imprensa, da elite econômica e de outros setores e instituições? Ele não reúne condições”, afirma o parlamentar.

Mais cedo, em conversa com CartaCapital, o deputado Orlando Silva (PCdoB-SP) disse que o presidente tentará “enquadrar as instituições para servir ao seu projeto de poder”.

“Ele vai tentar incorporar as Forças Armadas para o seu projeto de poder, mas não acredito que isso prospere, pois é uma instituição de Estado”, pontuou.

Assine nossa newsletter

Receba conteúdos exclusivos direto na sua caixa de entrada.

Um minuto, por favor...

Obrigado por ter chegado até aqui. Combater a desinformação, as mentiras e os ataques às instituições custa tempo e dinheiro. Nós, da CartaCapital, temos o compromisso diário de levar até os leitores um jornalismo crítico, alicerçado em dados e fonte confiáveis. Acreditamos que este seja o melhor antídoto contra as fake news e o extremismo que ameaçam a liberdade e a democracia.

Se você acredita no nosso trabalho, junte-se a nós. Apoie, da maneira que puder. Ou assine e tenha acesso ao conteúdo integral de CartaCapital!