CartaExpressa,Política

Bolsonaro diz que Forças Armadas apontarão o ‘caminho que devemos seguir’

Bolsonaro diz que Forças Armadas apontarão o ‘caminho que devemos seguir’

O presidente Jair Bolsonaro durante pronunciamento sobre preço dos combustíveis e a política de reajustes adotada pela Petrobras. Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil

O presidente Jair Bolsonaro durante pronunciamento sobre preço dos combustíveis e a política de reajustes adotada pela Petrobras. Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil

No dia em que o ex-chanceler Ernesto Araújo prestou depoimento à CPI da Covid, o presidente Jair Bolsonaro voltou a apostar em elementos comuns em seus discursos: Argentina, Venezuela, Forças Armadas e sua noção de “liberdade”.

Durante a cerimônia de lançamento do programa “Gigantes do Asfalto”, no Palácio do Planalto, nesta terça-feira 18, o chefe do Executivo nacional afirmou que “as Forças Armadas é aquela última (sic) que pode dizer que caminho devemos seguir, se orientando na vontade popular, do povo brasileiro”.

Bolsonaro também disse que “a liberdade está sendo ameaçada”, citou a Venezuela e a Argentina e repetiu que “a liberdade é mais importante que a nossa vida”.

“Não é uma briga política para o ano que vem. Temos a necessidade de ter alguém na Presidência em 2023 que possa atender os anseios de liberdade de cada um de nós”, acrescentou.

“Temos Deus ao nosso lado. Tenho certeza, como no passado, ele nos ajudará. O grande prazer que tenho de ocupar a cadeira da Presidência é saber que, se não fosse eu, quem estaria lá e onde estaríamos hoje em dia”.

 

Responda nossa pesquisa e nos ajude a entender o que nossos leitores esperam de CartaCapital

Um minuto, por favor...

Obrigado por ter chegado até aqui. Combater a desinformação, as mentiras e os ataques às instituições custa tempo e dinheiro. Nós, da CartaCapital, temos o compromisso diário de levar até os leitores um jornalismo crítico, alicerçado em dados e fontes confiáveis. Acreditamos que este seja o melhor antídoto contra as fake news e o extremismo que ameaçam a liberdade e a democracia.

Se você acredita no nosso trabalho, junte-se a nós. Apoie, da maneira que puder. Ou assine e tenha acesso ao conteúdo integral de CartaCapital!

Compartilhar postagem