CartaExpressa

Bolsonaro deseja sorte a Trump e diz que vai aos EUA ‘se estiver com passaporte’

O ex-presidente fez uma chamada com norte-americano mediada pelo filho, o deputado Eduardo Bolsonaro (PL-SP)

Os ex-presidentes dos EUA e do Brasil, Donald Trump e Jair Bolsonaro. Foto: Mandel Ngan e Nelson Almeida/AFP
Apoie Siga-nos no

O ex-presidente Jair Bolsonaro (PL) disse ao ex-mandatário norte-americano Donald Trump que irá aos Estados Unidos para a posse do republicano, caso Trump seja eleito.

A declaração ocorreu na última quinta-feira 14, em uma chamada de vídeo entre os dois compartilhada nas redes sociais pelo deputado federal Eduardo Bolsonaro (PL-SP).

Segundo o filho de Bolsonaro, que está na Flórida e jantou com Trump na quarta-feira 13, houve “boas horas de conversa com o futuro presidente dos Estados Unidos da América, iniciado ao som do hino nacional americano”.

O parlamentar complementou dizendo que “é impossível não admitir que se tratam dos dois maiores líderes patriotas do Ocidente”. 

Em seguida, o próprio ex-presidente, em entrevista à rede CNN, afirmou que a conversa serviu para que ele desejasse “boa sorte para as eleições”. Bolsonaro disse que iria à posse de Trump “se estiver com passaporte”.

Bolsonaro teve que entregar o passaporte à Polícia Federal (PF) no início de fevereiro, por determinação do ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal (STF). 

A apreensão decorre das investigações sobre um suposto planejamento, feito durante o governo Bolsonaro, para um golpe de Estado no país. As apurações já levaram à prisão de apoiadores próximos ao ex-presidente. 

Trump, por sua vez, obteve, nesta semana, o número necessário de delegados no Colégio Eleitoral do Partido Republicano. Em julho, o partido deve oficializar a candidatura dele à Casa Branca, concorrendo com o atual presidente dos EUA, Joe Biden.

ENTENDA MAIS SOBRE: , , , ,

Jornalismo crítico e inteligente. Todos os dias, no seu e-mail

Assine nossa newsletter

Assine nossa newsletter e receba um boletim matinal exclusivo

Jornalismo crítico e inteligente. Todos os dias, no seu e-mail

Assine nossa newsletter

Assine nossa newsletter e receba um boletim matinal exclusivo

Apoie o jornalismo que chama as coisas pelo nome

Os Brasis divididos pelo bolsonarismo vivem, pensam e se informam em universos paralelos. A vitória de Lula nos dá, finalmente, perspectivas de retomada da vida em um país minimamente normal. Essa reconstrução, porém, será difícil e demorada. E seu apoio, leitor, é ainda mais fundamental.

Portanto, se você é daqueles brasileiros que ainda valorizam e acreditam no bom jornalismo, ajude CartaCapital a seguir lutando. Contribua com o quanto puder.

Quero apoiar