CartaExpressa

Banco do Brasil libera maior valor da história em crédito para o agronegócio

O banco desembolsou 195 bilhões de reais em 612 mil operações

(Foto: iStockPhoto) (Foto: iStockPhoto)
Apoie Siga-nos no

O Banco do Brasil informou, na terça-feira 16, que desembolsou o maior valor da história para o crédito rural em 2023. De acordo com a instituição, a cifra liberada foi de 195 bilhões de reais, em 612 mil operações.

O recorde corresponde a uma evolução de 8,4% em relação ao ano anterior. Desse montante, 22 bilhões de reais foram destinados à agricultura familiar, disse o banco, em nota.

Segundo a empresa, o resultado recorde foi impulsonado “pelas estratégias e foco de atuação da rede de agências e dos parceiros agro, além dos canais digitais de contratação”.

Nesta semana, um levantamento da consultoria Datagro apontou recorde nas exportações brasileiras do agronegócio no ano passado, o que teria puxado o índice do comércio exterior para um saldo positivo.

ENTENDA MAIS SOBRE: ,

Jornalismo crítico e inteligente. Todos os dias, no seu e-mail

Assine nossa newsletter

Assine nossa newsletter e receba um boletim matinal exclusivo

Relacionadas

Jornalismo crítico e inteligente. Todos os dias, no seu e-mail

Assine nossa newsletter

Assine nossa newsletter e receba um boletim matinal exclusivo

Apoie o jornalismo que chama as coisas pelo nome

Depois de anos bicudos, voltamos a um Brasil minimamente normal. Este novo normal, contudo, segue repleto de incertezas. A ameaça bolsonarista persiste e os apetites do mercado e do Congresso continuam a pressionar o governo. Lá fora, o avanço global da extrema-direita e a brutalidade em Gaza e na Ucrânia arriscam implodir os frágeis alicerces da governança mundial.
CartaCapital não tem o apoio de bancos e fundações. Sobrevive, unicamente, da venda de anúncios e projetos e das contribuições de seus leitores. E seu apoio, leitor, é cada vez mais fundamental.
Não deixe a Carta parar. Se você valoriza o bom jornalismo, nos ajude a seguir lutando. Assine a edição semanal da revista ou contribua com o quanto puder.