CartaExpressa

Aziz desafia Bolsonaro: Responda se o deputado Luis Miranda mentiu

‘Diga para a gente que o deputado é um mentiroso e que o seu líder na Câmara [deputado Ricardo Barros] é um homem honesto’

O presidente da CPI da Covid, senador Omar Aziz (PSD-AM).
(Foto: Jefferson Rudy/Agência Senado)
O presidente da CPI da Covid, senador Omar Aziz (PSD-AM). (Foto: Jefferson Rudy/Agência Senado)

O senador Omar Aziz (PSD-AM) cobrou, nesta quinta-feira 8, uma resposta pública do presidente Jair Bolsonaro sobre as acusações de corrupção na compra da vacina indiana Covaxin.

As acusações foram feitas pelo deputado Luis Miranda (DEM-DF) que, em depoimento à CPI da Covid, disse que alertou o presidente que havia irregularidades na aquisição do imunizante.

“Eu, o vice-presidente da CPI e o relator estamos mandando uma carta para o senhor dizer se o deputado Luis Miranda está falando a verdade ou está mentindo. O senhor não responde. O Brasil só quer uma resposta, presidente”, disse Aziz durante o depoimento da ex-coordenadora do Plano Nacional de Imunizações Francieli Fantinato.

“Diga para a gente que o deputado é um mentiroso e que o seu líder na Câmara [deputado Ricardo Barros] é um homem honesto”, acrescentou.

Aziz também rebateu declarações de Bolsonaro que, no Palácio do Alvorada, ao falar com apoiadores, disse que o parlamentar desviou 260 milhões do estado do Amazonas.

“Presidente, eu te desafio a procurar um processo que eu seja réu ou denunciado. O senhor já mandou os seus agentes de informação vasculhar a minha vida toda. Eu nunca te chamei de genocida, nunca acusei de ser ladrão e nunca disse que o senhor fazia rachadinha no gabinete”, afirmou o senador.

Assine nossa newsletter

Receba conteúdos exclusivos direto na sua caixa de entrada.

Um minuto, por favor...

Obrigado por ter chegado até aqui. Combater a desinformação, as mentiras e os ataques às instituições custa tempo e dinheiro. Nós, da CartaCapital, temos o compromisso diário de levar até os leitores um jornalismo crítico, alicerçado em dados e fonte confiáveis. Acreditamos que este seja o melhor antídoto contra as fake news e o extremismo que ameaçam a liberdade e a democracia.

Se você acredita no nosso trabalho, junte-se a nós. Apoie, da maneira que puder. Ou assine e tenha acesso ao conteúdo integral de CartaCapital!