CartaExpressa

Após vaias, Flávio Bolsonaro defende Tarcísio e critica ‘falta de inteligência’

Posição de Bolsonaro contra a reforma tributária marca a sua primeira derrota como liderança da oposição ao governo Lula

Jair e Flávio Bolsonaro. Foto: Valter Campanato/Agência Brasil
Apoie Siga-nos no

O senador Flávio Bolsonaro (PL), filho do ex-presidente Jair Bolsonaro, utilizou sua conta no Twitter para se pronunciar sobre o episódio envolvendo vaias ao governador Tarcísio de Freitas (Republicanos) durante um evento do Partido Liberal (PL), no qual ele defendia a aprovação da reforma tributária.

Em sua postagem, o senador enfatizou que atacar Tarcísio não é inteligente e caracterizou tal atitude como uma grande injustiça. Também destacou a candidatura de Tarcísio a governador de São Paulo como um ato de lealdade a Bolsonaro.

Tarcísio e Bolsonaro se encontraram na sexta-feira 7, um dia após as vaias na discussão do Partido Liberal sobre a reforma tributária. No domingo 9, o governador de São Paulo amenizou o mal-estar por conta do episódio. Disse, durante um evento público, que o ex-presidente Jair Bolsonaro (PL) era um “grande amigo” e afirmou que a reunião entre os dois “foi excelente”.

A posição de Bolsonaro sobre a reforma tributária marcou a sua primeira derrota como liderança da oposição ao governo Lula. O ex-capitão havia convocado os seus apoiadores a se manifestarem de forma contrária à reforma, mas não foi seguido nem por Tarcísio, nem pelo presidente da Câmara, Arthur Lira (PP-AL).

ENTENDA MAIS SOBRE: , , , , ,

Jornalismo crítico e inteligente. Todos os dias, no seu e-mail

Assine nossa newsletter

Assine nossa newsletter e receba um boletim matinal exclusivo

Jornalismo crítico e inteligente. Todos os dias, no seu e-mail

Assine nossa newsletter

Assine nossa newsletter e receba um boletim matinal exclusivo

Um minuto, por favor…

O bolsonarismo perdeu a batalha das urnas, mas não está morto.

Diante de um país tão dividido e arrasado, é preciso centrar esforços em uma reconstrução.

Seu apoio, leitor, será ainda mais fundamental.

Se você valoriza o bom jornalismo, ajude CartaCapital a seguir lutando por um novo Brasil.

Assine a edição semanal da revista;

Ou contribua, com o quanto puder.