CartaExpressa

Após menção em reunião de Bolsonaro, OAB divulga manifestações em defesa das urnas

Em julho de 2022, o então presidente defendeu procurar a entidade e elaborar uma nota contra o sistema eleitoral

Foto: Reprodução
Apoie Siga-nos no

A Ordem dos Advogados do Brasil se manifestou após a divulgação do vídeo de uma reunião em que o então presidente Jair Bolsonaro (PL) defendeu buscar o apoio da entidade para uma carta que questionaria a credibilidade do sistema eleitoral.

A declaração de Bolsonaro surgiu em uma reunião ministerial de 5 de julho de 2022. O material é um dos elementos que basearam a operação da Polícia Federal sobre a articulação de um golpe de Estado. Clique aqui para assistir à íntegra.

Em um trecho da gravação, o ex-capitão estimula buscar a OAB, a fim de “dar credibilidade para a gente”, e elaborar uma nota para alegar que seria impossível atestar a lisura do processo eleitoral.

A OAB negou oficialmente ter sido procurada por Bolsonaro ou interlocutores dele.

Além disso, divulgou em seu site uma série de manifestações em defesa das urnas e do processo eleitoral, inclusive uma de 12 de setembro de 2022.

“Neste ano eleitoral nossa missão é ombro a ombro com a Justiça brasileira”, disse, na ocasião, o presidente do Conselho Federal da OAB, Beto Simonetti. “Defender o sistema de votação que há décadas permite a realização de eleições limpas, com a prevalência da soberania popular. Ao lado de Vossas Excelências, ministras e ministros do STF, defendemos e seguiremos defendendo o sistema de Justiça e trabalhando para fortalecer a Constituição Federal.”

ENTENDA MAIS SOBRE: , , , , ,

Jornalismo crítico e inteligente. Todos os dias, no seu e-mail

Assine nossa newsletter

Assine nossa newsletter e receba um boletim matinal exclusivo

Relacionadas

Jornalismo crítico e inteligente. Todos os dias, no seu e-mail

Assine nossa newsletter

Assine nossa newsletter e receba um boletim matinal exclusivo

Um minuto, por favor…

O bolsonarismo perdeu a batalha das urnas, mas não está morto.

Diante de um país tão dividido e arrasado, é preciso centrar esforços em uma reconstrução.

Seu apoio, leitor, será ainda mais fundamental.

Se você valoriza o bom jornalismo, ajude CartaCapital a seguir lutando por um novo Brasil.

Assine a edição semanal da revista;

Ou contribua, com o quanto puder.