Janaina Paschoal intima clã Bolsonaro: “Bora provar que é só uma gripezinha!”

A ex-aliada do presidente voltou a criticar sua postura perante ao coronavírus e disse que ficar no computador chamando carreata é fácil

A deputada estadual Janaina Paschoal (PSL-SP)

A deputada estadual Janaina Paschoal (PSL-SP)

Política

A deputada estadual de São Paulo, Janaína Paschoal (PSL), criticou a postura do presidente Jair Bolsonaro e de seus seguidores de chamarem a pandemia do coronavírus de uma “gripezinha”. Em seu Twitter, neste domingo 29, a ex-aliada do presidente desafiou que políticos bolsonaristas saiam da internet e vão para as ruas.

“Saiam da frente do computador, parem de seguir e xingar quem pensa diferente. Vão trabalhar como voluntários nos hospitais, auxiliando na triagem dos doentes!”, disse a parlamentar.

 

Em outro Twittar, Janaína desafia os políticos a irem distribuir cesta básica em comunidade carente. “Eles não estão no grupo de risco, defendem isolamento vertical! Bora provar que é só uma gripezinha! Ficar no computador chamando carreata é fácil!”, disse.

Essa não é a primeira vez que Janaína critica o presidente e seus seguidores. Na última semana, a parlamentar fez um discurso no plenário da Alesp afirmando que se arrependeu de seu voto e acusou Bolsonaro de ter cometido um crime contra a saúde pública ao se encontrar com manifestantes em plena pandemia do coronavírus,

“Esse senhor tem que sair da presidência da República. Deixa o Mourão, que é treinado para defesa, conduzir a nação. Não tem mais justificativa. Como um homem que está possivelmente infectado vai para o meio da multidão? Eu me arrependi do meu voto. Que país é esse? Como esse homem vai lá, potencialmente contaminando as pessoas, pegando na mão, beijando? Ele tá brincando? Ele acha que ele pode tudo? As autoridades tem que se unir e pedir pra ele se afastar. Nós não temos tempo para um processo de impeachment.”, disse a deputada.

Responda nossa pesquisa e nos ajude a entender o que nossos leitores esperam de CartaCapital

Um minuto, por favor...

Obrigado por ter chegado até aqui. Combater a desinformação, as mentiras e os ataques às instituições custa tempo e dinheiro. Nós, da CartaCapital, temos o compromisso diário de levar até os leitores um jornalismo crítico, alicerçado em dados e fontes confiáveis. Acreditamos que este seja o melhor antídoto contra as fake news e o extremismo que ameaçam a liberdade e a democracia.

Se você acredita no nosso trabalho, junte-se a nós. Apoie, da maneira que puder. Ou assine e tenha acesso ao conteúdo integral de CartaCapital!

Compartilhar postagem