Você está aqui: Página Inicial / Tecnologia / O portal de um novo mundo

Tecnologia

Tecnologia

O portal de um novo mundo

por Gianni Carta publicado 17/03/2012 11h12, última modificação 06/06/2015 18h58
O Arkpad é o primeiro aplicativo brasileiro a reunir produtos de arquitetura e decoração para iPhone e iPad
Arkpad

Fama internacional. Homologado pela Apple, ganhou prêmio da SWA

Não faz muito tempo, arquitetos e decoradores sentavam diante de seus clientes e esparramavam pela mesa várias revistas de suas áreas, como a Interior Design, uma referência internacional. Os multicoloridos Post-its davam acesso às páginas a estampar as sonhadas casas, interiores e seus pormenores (mesas, abat-jours etc.) com potencial para inspirar o projeto ambicionado pelo cliente. Caso o cliente se entusiasmasse por um tapete, era preciso achá-lo, ir à loja, verificar se correspondia à foto, se a cor desejada estava disponível e quais os detalhes sobre o serviço de entrega.

Com o Arkpad, lançado em outubro de 2010, um novo mundo se abriu para arquitetos, decoradores e consumidores. Segundo Kiko Salomão, fundador do Arkpad, trata-se de um portal multiplataformas com “a missão de reunir o que há de melhor no mercado e categorizar produtos, marcas, serviços e referências”. Salomão, de 44 anos, emenda. “E isso tudo é feito de maneira prática e eficiente para profissionais e consumidores encontrarem facilmente o que procuram.” O portal de Salomão e de seu sócio Sylvio Alves de Barros Netto, idealizador e fundador da Webmotors (e atualmente sócio da -iCarros), oferece 18 mil produtos online.

O Arkpad tornou-se o primeiro aplicativo para iPhone e iPad (no futuro haverá aplicativos para outros smartphones e tablets) nos segmentos de arquitetura e decoração. Homologado pela Apple, o portal ganhou fama internacional quando recebeu o Prêmio Aplicativo de Decoração da reputada SWA, a Sasaki, Walker and Associates.

A receita da empresa, com 18 funcionários espalhados por dois andares de escritórios minimalistas na capital de São Paulo, já é palpável. Elenca 230 showrooms de produtos e 20 empresas de serviço, totalizando 250 clientes, e até o fim do ano o grupo, prevê Salomão, terá 460 clientes. Mais: 45 empresas anunciam no Arkpad com banners. Cada empresa paga 500 reais ao mês para anunciar até 80 produtos. Por 200 produtos o preço mensal é de mil reais. O portal não recebe comissão sobre produtos vendidos.

O sucesso é medido também pela recepção que teve por parte dos profissionais. Do mailing de 20 mil nomes qualificados, 18 mil são arquitetos. Em média, o site tem mais de 150 mil visitas e mais de 1 milhão de pageviews por mês.

Dividido em “pastas digitais” com diversos títulos (mesas, camas etc.), profissionais e clientes interessados em comprar um sofá podem, através do sistema de busca, escolher o preço, a cor, o tamanho e outros detalhes que lhes interessem. Em seguida, têm a opção de comprar o produto como bem entenderem: através do portal, da fábrica, de uma loja mais próxima.

“Veja”, diz Salomão, “um sofá não é uma SUV Pajero.” Ou seja, o preço da Pajero pode variar, mas pouco. Sim, as cores também. No entanto, sofás -custam de 1,5 mil a 40 mil reais. E isso, claro, sem levar em conta outras inúmeras distinções na gama de sofás não existentes no caso da SUV em questão.

Donde a importância da “curadoria”, explica Salomão. O patrão do Arkpad e seus funcionários “curadores” desenvolveram o chamado olho técnico para pinçar produtos de qualidade. “É preciso filtrar cada item que postamos no portal nos seus mínimos detalhes.”

Outra vantagem do portal são as fotografias homogêneas em termos de tamanho e qualidade. Por exemplo, no Arkpad há mais de 160 tipos de mármore identificados. “A resolução do mármore da foto no website é de tamanha qualidade que a pedra real é quase a mesma coisa.” O público do Arkpad, é importante exprimir, é no mínimo exigente.

De fato, o próximo passo do grupo é adentrar a área de serviços. Do portal constarão, portanto, gesseiros, pintores de parede etc. Todos passarão pelo filtro dos curadores. Onde trabalhou o eletricista? Quem o recomenda?

Quanto pode crescer o Arkpad? Tudo depende de quanto vale o mercado do segmento no Brasil. Salomão o avalia, tirando a construção civil, entre 6 bilhões e 30 bilhões de reais ao ano. Fundamental é saber o que é vendável ou não. O novo degrau, uma vez concluída a pesquisa sendo realizada pelo grupo, será o e-commerce. O portal começará então a vender também seus próprios projetos, produtos e serviços.

Filho de Sylvio Salomão, presidente da Açotécnica S.A., Kiko foi treinado para seguir carreira na empresa do pai. No terceiro ano de administração, Kiko resolveu, aos 23 anos, remar contra a maré: quis cursar faculdade de arquitetura. O pai, libanês durão, esbravejou, conta, sorriso nos lábios, Salomão. “Não vou sustentar marmanjo”, disse ao filho. No entanto, já no segundo ano de arquitetura, “comecei a me virar”.

Formou-se aos 28 anos, e dedicou-se durante oito anos a projetos de escritórios, mais velozes que os residenciais. Em seguida, Salomão trabalhou por alguns anos em projetos residenciais para a Casa Cor, organizadora de eventos de arquitetura, decoração e ambientação.

Salomão respirava arquitetura. E ao longo dos 15 anos de profissão compilou mais de 25 mil fotos de arquitetura, interiores, materiais e objetos. O arquiteto levanta-se e volta com as pastas originais, coloca três sobre a mesa, e diz: “São 190 pastas, cada uma com um tema”. Esse rico banco de dados, fonte inspiradora de projetos, foi digitalizado e transferido para um servidor. O atual portal oferece essa biblioteca virtual para inspirar profissionais e clientes. E o mais interessante é que as imagens não são, ao contrário de alguns anos atrás, de revistas mensais. As imagens podem ter até 15 anos.

Com a crise de 2008, Salomão sentiu a necessidade de enveredar por novos caminhos. O arquiteto transferiu todo o seu acervo digital para seu iPhone e foi ter com clientes, e, mais importante, com Barros Netto, o fundador da Webmotors. O amigo de infância logo se interessou em se associar ao projeto de transformar o mercado de arquitetura e decoração em uma grande plataforma digital.

Mas por que o nome Arkpad? “Ark vem de arquitetura, mas o Sylvio brinca que o ‘k’ significa Kiko. E pad é pad.”