Você está aqui: Página Inicial / Sustentabilidade / Seminário "A Amazônia do Século XXI" aponta os caminhos

Carta Verde

Diálogos Capitais

Seminário "A Amazônia do Século XXI" aponta os caminhos

por Redação Carta Capital — publicado 13/12/2010 17h00, última modificação 13/12/2010 17h04
Veja a apresentação usada por Beto Veríssimo, uma das maiores autoridades do País quando se fala de Amazônia, durante o seminário Diálogos Capitais na última sexta-feira 10

Promovido por CartaCapital e Envolverde, debate reuniu especialistas e representantes de empresas que investem na área

Aconteceu na manhã desta sexta-feira 10 mais um seminário da série Diálogos Capitais, que visa contribuir com o aprofundamento do debate sobre temas relevantes da conjuntura nacional. Desta vez, em parceria com a revista digital Envolverde, foi debatido o tema "A Amazônia do Século XXI". O evento contou com o patrocínio da Petrobras e da Foz do Brasil - do Grupo Odebrecht. Teve também o apoio da Natura e a parceria com o cine Reserva Cultural, em São Paulo, que cedeu uma de suas salas, garantiu a recepção dos participantes e ofereceu um café da manhã amazônico para os presentes.

Os debates foram abertos por uma palestra de Beto Veríssimo, uma das maiores autoridades do País quando se discute o tema. Ele é pesquisador sênior do Instituto do Homem e Meio Ambiente da Amazônia, o Imazon. Na mesa de debates, dois representantes de empresas que investem na área através de empreendimentos inovadores que procuram respeitar as normas ambientais e de sustentabilidade: Nemercio Nogueira falou pela Alcoa Alumínio, da qual é diretor de assuntos institucionais, e Mirela Sandrini, falou pela Vale, onde assume a gerência do Fundo Vale. Adriana Ramos, coordenadora para a Amazônia do ISA - Instituto socioambiental - completou a mesa de debatedores. O jornalista Dal Marcondes, diretor da Envolverde, foi o mediador do debate.

Durante quase três horas, com participação da plateia, eles discutiram os problemas que o País enfrenta para diminuir o desmatamento da região amazônica - que compartilhamos com nossos vizinhos Peru, Bolívia, Equador, Colômbia, Venezuela, Suriname e Guiana - e impulsionar um desenvolvimento sustentável que dê condições dignas de vida para seus habitantes e ajude a impulsionar o crescimento de todo País.

Beto Veríssimo fez uma detalhada apresentação, onde destacou os avanços que aconteceram, sobretudo nos últimos dois anos no que se refere à diminuição do desmatamento e creditou à gestão da ex-ministra Marina Silva boa dose desta responsabilidade. Descreveu também o trabalho minucioso realizado pelo Imazon, que monitora via satélite toda a região é e capaz de apontar regularmente os locais onde o corte de árvores e a ocupação ilegal de terras acontecem. É este trabalho, que nenhum dos nossos países vizinhos tem igual, a fonte das denúncias e tomadas das necessárias providências coercitivas, via Ministério Público e órgãos de governo.

A apresentação completa de Beto Veríssimo está disponível abaixo:
Diálogos Capitais - Imazon
View more presentations from CartaCapital.

Depois de sua palestra, os representantes da Alcoa e da Vale apresentaram os projetos que desenvolvem na região, a dar exemplos da possibilidade de convivência do desenvolvimento sem degradação ambiental e com interação com a sociedade.

A apresentação completa de Mirela Sandrini, da Vale, você tem acessso abaixo:
Diálogos capitais - Fundo Vale
View more presentations from CartaCapital.

Adriana Ramos, outra especialista no assunto, trouxe grande contribuição ao debate, ao realçar a necessidade de se respeitar as particularidades dos moradores da região nas intervenções do governo e do capital privado.

A cobertura do evento você lerá na edição especial de fim de ano de CartaCapital, dia 17 nas bancas

registrado em: