Você está aqui: Página Inicial / Sustentabilidade / Japão não quer prolongar protocolo de Kyoto

sustentabilidade

COP 16

Japão não quer prolongar protocolo de Kyoto

por COP 16 — publicado 01/12/2010 16h23, última modificação 01/12/2010 16h23
Grande comprador de crédito de carbono, o Japão deu um banho de água fria nas negociações da COP 16

Grande comprador de crédito de carbono, o Japão deu um banho de água fria nas negociações da COP 16
O Japão jogou água fria nas negociações da conferência, quando anunciou ser contra a prorrogação do Protocolo de Kyoto. O PK é o organizador do mercado de carbono e agora precisa ser prorrogado após o ano 2012. Sem o Japão, um grande comprador de crédito de carbono, o mercado sumiria.
O representante japonês insistiu que a conferência de Cancún deveria negociar um tratado amplo e geral para todos os aspectos das mudanças climáticas e não apenas para o mercado de carbono. De qualquer modo, foi um desalento geral, principalmente porque as negociações para o acordo geral continuam a passo de tartaruga sobre melado.
Vale lembrar que os projetos de crédito de carbono existente ou em análise continuariam a valer e ter seus créditos reconhecidos.
Uma comissão de cientistas do mundo todo alertou que o planeta aquecerá  4 graus centígrados antes de 2060, muito antes do que se pensava até então. O IPCC, o painel científico da ONU, mostrou estudos sobre a aceleração do aquecimento e da violência do clima.
O Brasil continua com sua posição de liderança entre os negociadores, perante os quais vem afirmando, há anos, que tem diminuído drasticamente suas emissões, embora não seja obrigado pela Convenção do Clima.