Você está aqui: Página Inicial / Sustentabilidade / Conferência da ONU sobre clima - o que é e o que não é

sustentabilidade

COP 16

Conferência da ONU sobre clima - o que é e o que não é

por COP 16 — publicado 29/11/2010 13h25, última modificação 30/11/2010 15h53
Acontece em Cancún, no México, a Conferência da ONU sobre mudanças climáticas. É com o texto do colunista Milton Nogueira que abrimos a coluna COP 16 que terá uma série de matérias sobre o assunto. Assista ao vivo

O colunista Milton Nogueira acompanha a Conferência da ONU sobre mudanças climáticas, que acontece em Cancún, no México. Criamos uma coluna sobre a COP 16 para que nossos leitores fiquem antenados sobre o tema

Para assistir ao vivo: http://webcast.cc2010.mx/live_en.html?room=1

Como ler notícias sobre Cancun

Por Milton Nogueira

Você, leitor, lerá nessa semana muita coisa da conferência da ONU sobre mudanças climáticas, cujas notícias falarão de ameaças, especulação, palpite, adivinhação e bobagens. Como entender a conferência, sem ser especialista? Nas últimas sete conferências de que participei foi assim que a ONU montou o circo.

A conferencia não é:
Festa de diplomatas
Militância de ecologistas;
Lobby de empresas poluidoras;
Colóquio de cientistas; ou
Curtição de galeras alternativas, artísticas ou hippies.

O que é:
É o principal plenário de governos para enfrentar as mudanças climáticas.
Tem militância de entidades que mostram como reduzir gases do efeito estufa.
Mostra entidades empresariais que praticam e querem soluções ambientais.
Provoca cientistas a falar sobre atmosfera, oceanos, biomas e nossas vidas.
Faz troca de experiências reais entre movimentos sociais, comunitários, espiritualidade, ambientais, mobilidade, alimentação, mulheres, educação.

É uma feira de idéias, junto com um plenário de governos.

Como funciona - A conferencia tem nove dias na fase substantiva para negociar minutas de decisões que são levadas à fase política, num plenário de dois dias, quando presidentes, primeiros-ministros e ministros aprovam decisões para a ONU.

O que fazem os 18.000 participantes de 193 países:
-assembléia plenária de governos;
-400 eventos paralelos;
-feira de 300 stands com casos reais;
-um parlamento mundial simulado.

É como uma feijoada cujo panelão seria a assembléia plenária onde governos negociam e decidem sobre acordos e regras. As reuniões paralelas servem para testar idéias trazidas por variadíssimos grupos de interesse, antes de serem levadas ao plenário. É como as frigideiras, que fritam as carnes antes de jogar no panelão. Alem disso há uma feira gigante onde Ongs, entidades de classe, grupos religiosos, sindicatos e movimentos sociais mostram casos reais de mitigação ou adaptação. O modelo de parlamento consegue reunir mais de 500 senadores, deputados e representantes do povo.

O que esperar de Cancun? Preste atenção nas decisões sobre temas especiais, tais como florestas, fundo mundial climático, acesso a tecnologias climáticas e a segunda fase do Protocolo de Quioto.
Alguns websites: unfccc.int. ipcc.ch. mct.gov.br. itamaraty.gov.br. mma.gov.br.