Você está aqui: Página Inicial / Sustentabilidade / Combustível do navio Vale Beijing só será retirado na próxima semana

sustentabilidade

Combustível do navio Vale Beijing só será retirado na próxima semana

por Agência Brasil publicado 13/12/2011 11h01, última modificação 13/12/2011 11h01
O supercargueiro rachou quando embarcava minério de ferro da Vale e está parado no porto de São Luis, no Maranhão
vale

O supercargueiro Vale Beijing. Foto: Vale

O combustível do supercargueiro Vale Beijing começará a ser transferido para outras embarcações ainda esta semana. A informação é do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama), que se reuniu na segunda-feira 12 com a empresa coreana STX, responsável pelo navio. O supercargueiro rachou quando embarcava minério de ferro da Vale.

O navio, construído recentemente, seguiria para o Porto de Roterdã, na Holanda, mas, por causa da rachadura, teve que ficar ancorado no Porto de São Luís, no Maranhão. Cerca de 7 mil toneladas de combustível deverão ser retiradas do supercargueiro para evitar risco de vazamento de óleo no mar.

“Estamos aguardando a chegada do equipamento para bombear o combustível. Até o fim da próxima semana, o combustível será transferido”, disse o analista ambiental do Ibama em São Luís, Antônio Campos Lima.

O navio tem capacidade para transportar 400 mil toneladas de minério. Tem 292 metros de comprimento, 45 metros de largura e 23 metros de calado. A Vale diz que deixou de embarcar 750 mil toneladas de minério de ferro desde a suspensão das operações do navio.