Você está aqui: Página Inicial / Sociedade / Wikileaks: EUA mostravam preocupação com morte de Zuzu Angel

Sociedade

Ditadura

Wikileaks: EUA mostravam preocupação com morte de Zuzu Angel

por Agência Brasil publicado 10/04/2013 18h55, última modificação 10/04/2013 18h59
Embaixada dos EUA afirmava que a hipótese de a estilista ter sido assassinada não poderia ser descartada

Um documento de 10 de maio de 1976 enviado pela embaixada dos EUA em Brasília para os escritórios em São Paulo e no Rio de Janeiro e disponibilizado pelo Wikileaks mostra a preocupação do governo norte-americano com a repercussão da morte da estilista Zuzu Angel, mãe de Stuart Angel, assassinado por agentes da Aeronáutica em 1971.

“A morte de Zuzu Angel que ocorreu em 14 de abril, quando o automóvel que ela estava dirigindo deixou a rodovia após sair de um túnel no Rio, está sendo amplamente veiculado na imprensa”, diz o telegrama. “A cobertura da imprensa notou que a cena do incidente não mostrou marcas de derrapagem ou frenagem”, destaca o telegrama.

O documento relata diferentes versões veiculadas na imprensa sobre as possíveis causas do acidente. “Embora o relatório oficial sobre o incidente fosse esperado para ser emitido dentro de cerca de um mês, alguns jornais supõem que ela poderia ter cochilado, desviado para evitar um pedestre, ter sido cortada por outro veículo ou se distraído ao sair do túnel", aponta.

A carta, que está disponível online, não descartava a hipótese de assassinato, mesmo que negado pela ditadura da época. "As afirmações de que houve um crime eram de se esperar, e não incluem referência a qualquer evidência. No entanto, é interessante que tais afirmações surjam e que, embora eles pareçam extremos, não podem ser descartadas”.

Em 1998, a Comissão Especial dos Desaparecidos Políticos julgou o caso e reconheceu o regime militar como responsável pela morte da estilista. Segundo depoimentos, ela teria sido jogada para fora da pista por um carro pilotado por agentes da repressão.

Reportagem publicada originalmente no Portal EBC

registrado em: ,