Você está aqui: Página Inicial / Sociedade / Traficantes manipulam sorteio de habitações do PAC

Sociedade

Rio de Janeiro

Traficantes manipulam sorteio de habitações do PAC

por Agência Brasil publicado 17/01/2012 14h59, última modificação 17/01/2012 15h09
Sérgio Cabral garantiu a instalação de uma UPP em Manguinhos, mas não deu previsão de data

Carolina Gonçalves*

 

O governador do Rio de Janeiro, Sérgio Cabral, admitiu na segunda-feira 16 que, em Manguinhos, zona norte da capital fluminense, traficantes estão expulsando proprietários de imóveis construídos por meio do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC), ameaçando recenseadores e manipulando o sorteio de unidades habitacionais na região.

“A gente ainda tem lá [em Manguinhos] problemas seríssimos de desmando, em função de o Poder Público não estar plenamente lá”, disse Cabral explicando que a situação foi semelhante no Complexo do Alemão e na Rocinha, até a instalação das Unidades de Polícia Pacificadora (UPPs) nessas comunidades.

Sérgio Cabral garantiu a instalação de uma UPP em Manguinhos, mas não deu previsão de data. Até que o processo de pacificação comece, Cabral destacou que o governo está desenvolvendo ações de inteligência na região e identificando moradores, criminosos e imóveis incluídos no esquema.

Em junho, será instalada a chamada “cidade da Polícia Civil”, entre Manguinhos e a comunidade do Jacarezinho, reunindo todas as especialidades da polícia, de acordo com informações do governador. “Isso vai com certeza contribuir para ações efetivas de combate à criminalidade na região”, avaliou Cabral.

As declarações foram dadas depois da inauguração de 192 apartamentos do PAC em Bonsucesso, no Complexo do Alemão, que devem atender 700 pessoas da comunidade. Desde o início da construção de unidades habitacionais, pelo PAC, já foram entregues mais de 1,3 mil apartamentos no Complexo do Alemão.

*Matéria originalmente publicada na Agência Brasil

registrado em: ,