Você está aqui: Página Inicial / Sociedade / Rompimento de adutora mata criança no Rio de Janeiro

Sociedade

Tragédia

Rompimento de adutora mata criança no Rio de Janeiro

por Redação — publicado 30/07/2013 10h38, última modificação 30/07/2013 11h59
Uma menina de três anos morreu após engolir água em meio a alagamento provocado pelo vazamento

A menina Isabela Severo da Silva, de 3 anos, morreu às 8h25 desta terça-feira 30, depois do rompimento da adutora da Companhia Estadual de Água e Esgoto do Rio de Janeiro (Cedae), que ocorreu de madrugada na Estrada do Mendanha, em Campo Grande, zona oeste da cidade. Isabela engoliu muita água e chegou a receber massagem cardíaca dos bombeiros que a socorreram, mas não resistiu e morreu no o Hospital Rocha Faria, no mesmo bairro.

A força da água jorrada pelo estouro da adutora destruiu dez casas, além de carros em um quarteirão. Moradores disseram que a água chegou a 2 metros de altura. Pessoas foram arrastadas e, segundo os bombeiros, há desaparecidos. Há móveis, eletrodomésticos, roupas e outros objetos espalhados pelas ruas inundadas. Técnicos da Cedae fecharam a água da tubulação e a pressão da água diminuiu, mas o vazamento continua, deixando ruas alagadas. Ainda não se sabe o que causou o vazamento.

Além da garota que morreu, pelo menos mais 16 pessoas ficaram feridas no acidente. Duas foram encaminhadas pelo Corpo de Bombeiros a hospitais e quatro, socorridas no próprio local.

Com informações Agência Brasil.

registrado em: