Você está aqui: Página Inicial / Sociedade / Protesto e seleção prometem parar BH

Sociedade

Protesto

Protesto e seleção prometem parar BH

por Redação — publicado 26/06/2013 09h24
O prefeito Márcio Lacerda decretou feriado na cidade, o que deve incentivar a ida de milhares de pessoas para a manifestação
Lidyane Ponciano
Manifestação BH - Praça 7

Nesta quarta, manifestantes devem seguir até o Mineirão, onde irá ocorrer o jogo entre Brasil e Uruguai, pela Copa das Confederações

Manifestantes prometem se dirigir ao Estádio do Mineirão, palco da semifinal da Copa das Confederações entre Brasil e Uruguai nesta quarta-feira 26, durante o 5º Grande Ato/Assembleia Popular da capital mineira. A manifestação tem mais de 12 mil pessoas confirmadas em um evento do Facebook e se reúne a partir das 12 horas, na Praça Sete de Setembro, no centro da cidade. O jogo da seleção tem início às 16 horas.

O protesto foi confirmado durante o encontro entre manifestantes realizado embaixo do viaduto Santa Tereza, no Centro de Belo Horizonte, no domingo 23. Líderes dos movimentos sociais que organizam a manifestação disseram que é difícil controlar a violência realizada por um pequeno grupo de pessoas.

“Nós denunciamos para a polícia pessoas que portam bombas. Repudiamos qualquer tipo de violência. Infelizmente é uma minoria de direita ligada ao senador Aécio Neves que pretende criminalizar os nossos atos”, disse Alexandre Torres, presidente da Federação das Associações de Moradores do Estado de Minas Gerais.

Segundo Torres, a pauta unificada da manifestação vai além da redução do valor da tarifa dos transportes públicos. Inclui outros nove temas, como a destinação de 100% dos royalties de petróleo do Estado para a educação - o projeto foi aprovado (com alterações) na véspera do ato pela Câmara dos Deputados. Eles pedem também a reforma política e a regulamentação da mídia.”

De acordo com o jornal O Estado de Minas, a Comissão de Prevenção à Violência em Manifestações Populares se reuniu na segunda-feira 24 com o Ministério Público e encaminhou ao governo estadual um documento pedindo a segurança dos manifestantes para o próximo ato. As principal preocupação é que haja um efetivo de bombeiros e profissionais da saúde suficientes para atender eventuais feridos no protesto.

Por causa do jogo, o prefeito de BH, Márcio Lacerda (PSB), decretou feriado na cidade, o que deve incentivar a ida de milhares de pessoas na manifestação. O itinerário deve ser decidido apenas durante a concentração na Praça Sete.

A intenção da maioria, entretanto, é que a manifestação se dirija para as proximidades do Mineirão, o que ampliaria a repercussão do ato. A outra opção é fechar a vias de acesso ao estádio, a Cidade Administrativa, a Assembleia Legislativa, a prefeitura e a Câmara Municipal.