Você está aqui: Página Inicial / Sociedade / Sem MPL, manifestações prosseguem em SP e outras 50 cidades

Sociedade

Mobilização

Sem MPL, manifestações prosseguem em SP e outras 50 cidades

por Redação — publicado 21/06/2013 11h46
Protestos contra a precariedade da educação e da transporte estão agendados; na capital paulista, haverá ato contra a "cura gay"

Rescaldos dos protestos que tomaram o País nas duas últimas semanas estão programados para acontecer sexta-feira 21 em ao menos 50 cidades. A maior parte das manifestações reivindica melhorias no transporte público e na educação. Além de São Paulo, epicentro das manifestações, serão palco de protestos as capitais Curitiba, Fortaleza, Florianópolis e Teresina. Detonador das manifestações na capital paulista, o Movimento Passe Livre (MPL) anunciou, após o confronto entre partidos e movimentos sociais na quinta-feira 20, que não vai participar desses protestos.

A capital paulista, desta vez, será palco de um ato contra a chamada "cura gay", proposta aprovada na Comissão de Direitos Humanos e Minorias da Câmara que dá aval para a homossexualidade ser tratada como doença. No estado, diversas outras cidades - como Agudos, Andradina, Bragança Paulista, Caçapava, Casa Branca, Cotia, Hortolândia, Louveira, Marília, Mauá, Pederneiras, Peruíbe, Pirajuí, Poá, Santa Bárbara d'Oeste e São José do Rio Pardo - prometem manifestações.

O estado do Rio de Janeiro prevê protestos nas cidades de Araruama, Itaboraí, Nova Iguaçu, Petrópolis, São João do Meriti. Em Minas Gerais, Barreiro, MachadoMonte CarmeloNova Serrana, PedralvaSanta Rita do SapucaíUberaba terão manifestações nesta sexta-feira 21.

Em Goiás, a previsão é que ocorra um ato na cidade de Cristalina. Em Mato Grosso, Alta FlorestaJuína, Sinop, Várzea Grande terão manifestações, enquanto em Mato Grosso do Sul, elas ocorrem em Coxim e Novo Mundo.

Em Pernambuco, Petrolina e Petrolândia, Belo Jardim e Serra Talhada terão atos, enquanto na Bahia se prevê um em Itapetinga. Na capital do Ceará, Fortaleza, manifestantes prometem sair às ruas para pedir melhorias no setor de educação. Em Teresina, os manifestantes foram convocados para nova manifestação na manhã desta sexta, por meio de um carro de som levado pela organização do ato de quinta-feira 20. A concentração está prevista, novamente, na avenida Frei Serafim. No estado de Alagoas, a cidade de Penedo promete mobilização nesta sexta-feira 21.

No Paraná, a capital Curitiba promete um protesto às 18 horas, na praça Rui Barbosa. As cidades paranaenses de BandeirantesParanaguáTelêmaco Borba também anunciam manifestações. Em Santa Catarina, protestos estão previstos em AraranguáBalneário Camboriú, Gaspar, PalhoçaRio NegrinhoSão João Batista. Já o Rio Grande Sul terá protestos nas cidades de Caxias do SulSanta Cruz do Sul.

No Tocantins, região norte, a previsão é que ocorra manifestação na cidade de Araguaína.