Você está aqui: Página Inicial / Sociedade / Polícias não estavam identificados em protesto

Sociedade

São Paulo

Polícias não estavam identificados em protesto

por Piero Locatelli — publicado 14/03/2014 01h57, última modificação 15/03/2014 14h38
Capitão justificou que o fardamento havia chegado “há poucos momentos” do início da manifestação contra a Copa do Mundo
Wesley Passos
PM sem identificação

Policial militar sem identificação durante o protesto em São Paulo

Policiais Militares estavam sem identificação no terceiro protesto contra a Copa do Mundo realizado em São Paulo, nesta quinta-feira 13. Os policiais sem identificação incluíam o chamado “pelotão ninja” da PM – 200 policiais treinados em artes marciais, que evitam o uso de balas de borracha e bombas de gas lacrimogêneo.

O tenente-coronel Eduardo Almeida, um dos comandantes da operação, admitiu que parte da tropa estava sem a identificação exigida pelo regulamento da corporação. “Nosso fardamento chegou há poucos momentos, entendeu? Então não havia identificação para todos os policias,” disse o policial. “É diferente do que o que nós vamos usar hoje, esse aqui é um fardamento mais apropriado para as situações que nós poderemos encontrar.”

Os nomes dos policiais são afixados nas suas roupas com um velcro, que ajuda a identificá-los. Nos outros dois protestos contra a Copa em São Paulo, policiais também haviam sido vistos sem a identificação.

A manifestação aconteceu no Largo da batata, zona oeste da capital. O protesto teve menos conflitos que os anteriores (Ieia mais aqui).

registrado em: ,