Você está aqui: Página Inicial / Sociedade / Paulistanos estão mais insatisfeitos com a cidade

Sociedade

Rede Nossa São Paulo

Paulistanos estão mais insatisfeitos com a cidade

por Redação Carta Capital — publicado 17/01/2013 14h55, última modificação 17/01/2013 14h55
Segurança e falta de transparência são maiores reclamações dos paulistanos, segundo pesquisa Ibope

Os moradores de São Paulo estão cada vez mais insatisfeitos com a cidade, de acordo com pesquisa do Ibope realizada no final do ano passado e divulgada pela Rede Nossa São Paulo nesta quinta-feira 17. O índice de referência de bem-estar dos paulistanos caiu de 4,9, em 2011, para 4,7, em 2012.

As áreas mais mal avaliadas são a honestidade dos governantes (nota 2,9), a segurança (3), a transparência nos gastos públicos (3) e a punição à corrupção (3,1). Os dois ítens mais bem avaliados não têm ligação direta com o poder público: a relação com a família (nota 8) e com os amigos (7,6).  Dos 169 itens pesquisas pelo instituto, 82% deles tiveram uma nota inferior à média estabelecida pelo Ibope (nota 5,5). No ano anterior, o percentual era de 74%.

A subprefeitura onde os moradores estão mais satisfeitos é a de Pinheiros (5,1). Na outra ponta, está a subprefeitura da Capela do Socorro e Cidade Ademar (4,2).

Entre os paulistanos, 56% dizem que sairiam da cidade caso pudessem –mesmo índice do ano anterior.

Prefeitura tem pior avaliação. A avaliação da prefeitura chegou ao seu pior nível desde o começo da pesquisa, em 2009. 35% da população considerava a administração municipal ruim ou péssima, um aumento de cinco pontos percentuais em relação ao ano anterior. Somente 17% achavam a prefeitura de Gilberto Kassab (PSD) boa ou ótima.

A avaliação das polícias também não é satisfatória: 60% da população diz não confiar na Polícia Militar e na Polícia Civil. A instituição com a pior avaliação é a Câmara Municipal, que não tem a confiança de 69% da população.

Foram feitas 1.512 entrevistas entre 24 de novembro e 8 de dezembro de 2012. A margem de erro é de três pontos percentuais para mais ou para menos. O relatório completo pode ser acessado no site da Rede Nossa São Paulo.

registrado em: ,