Você está aqui: Página Inicial / Sociedade / Papa Francisco visitará favela e receberá detentos no Rio

Sociedade

Igreja Católica

Papa Francisco visitará favela e receberá detentos no Rio

por Agência Brasil publicado 07/05/2013 11h45
O argentino, novo líder dos católicos, chega em julho ao Brasil para a Jornada Mundial da Juventude
Andreas Solaro / AFP
Papa Francisco

Jorge Mario Bergoglio, o papa Francisco, durante missa no Vaticano no sábado 4. Sua agenda é voltada aos necessitados

Por Renata Giraldi

O Vaticano divulgou nesta terça-feira 7 a programação oficial do papa Francisco durante a Jornada Mundial da Juventude (JMJ), em julho, no Rio de Janeiro. O papa chega ao Rio no dia 22 de julho à tarde e fica na cidade até a noite do dia 28. A programação inclui vários momentos em que Francisco vai se deslocar no papamóvel, podendo assim ser visto pelos fiéis. Também foi confirmada a ida do papa a Aparecida, no interior de São Paulo, onde fica o Santuário Nacional em homenagem a Nossa Senhora.

Na chegada ao Rio, Francisco será recebido pela presidenta Dilma Rousseff, pelo arcebispo de São Sebastião do Rio de Janeiro, dom Orani João Tempesta; pelo arcebispo de Aparecida e presidente da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil, cardeal Raymundo Damasceno Assis; pelo governador do Rio de Janeiro, Sérgio Cabral e pelo prefeito do Rio de Janeiro, Eduardo Paes.

Do aeroporto, o papa segue para o Palácio Guanabara, sede oficial do governo do Estado, a bordo do papamóvel, onde haverá uma cerimônia de boas-vindas, com a presença de algumas centenas de convidados. Na ocasião o papa e Dilma dfaevem discursar. Durante a permanência no Rio, Francisco ficará hospedado em Sumaré, próximo ao Alto da Boa Vista. A programação do dia 23 é privada.

No dia 24, o papa segue de helicóptero para a cidade de Aparecida, onde será recebido pelo arcebispo dom Raymundo Damasceno Assis e pelo reitor do santuário, padre Domingos Sávio da Silva. Francisco almoça no Seminário Bom Jesus e retorna à tarde para o Rio de Janeiro. No final da tarde, já no Rio, Francisco visita o Hospital São Francisco de Assis, que tem 500 leitos e presta assistência gratuita a indigentes.

No dia 25, Francisco segue em direção ao Palácio da Cidade, onde recebe das mãos do prefeito Eduardo Paes, as chaves da cidade e vai abençoar as bandeiras oficiais dos Jogos Olímpicos e Paralímpicos. Em seguida, visita a Comunidade da Varginha – Manguinhos, favela pacificada onde será recebido por padres e freiras. O papa vai abençoar o altar da paróquia do bairro e visitar a casa de uma família da comunidade. No período da tarde, Francisco vai para Copacabana, onde ocorre a Festa da Acolhida aos jovens participantes da Jornada Mundial da Juventude. O papa vai fazer um discurso e abençoar os jovens.

Na sexta-feira, dia 26, Francisco vai para a Quinta da Boa Vista, onde ouvirá a confissão de cinco jovens, representando os continentes. Após as confissões, Francisco segue para o Palácio São Joaquim, residência do arcebispo do Rio de Janeiro. No local, vai conversar com cinco jovens detentos e, ao meio-dia, fará a oração do Angelus, no balcão do palácio.

Em seguida, Francisco se reúne com 20 membros do comitê organizador da jornada e dez patrocinadores e almoça com 12 jovens de várias nacionalidades. No fim do dia, por volta das 17 h, o papa vai para a Praia de Copacabana onde acompanha a programação da Jornada Mundial.

No dia 27, Francisco celebra missa, às 9h, na catedral da cidade. Às 11h30, no Theatro Municipal, o papa tem encontro com políticos e autoridades brasileiras. No começo da noite, Francisco participa da vigília de oração com os jovens da jornada, no Campus Fidei de Guaratiba. Os participantes da JMJ dormirão no local, esperando a missa do dia seguinte.

No domingo 28, Francisco sobrevoa, de helicóptero, o Cristo Redentor e segue para Guaratiba, onde celebra missa às 10h. À tarde, segue para o Riocentro, para uma reunião com 15 mil voluntários da jornada, onde também deve discursar. Às 18h30, Francisco participa de uma cerimônia de despedida no Aeroporto Internacional do Galeão / Antonio Carlos Jobim. Dilma estará presente na solenidade e se despede do pontífice nas escadas do avião. A partida para Roma está prevista para as 19h e a chegada à capital italiana às 11h30 do dia 29.