Você está aqui: Página Inicial / Sociedade / Ministério da Defesa vai retomar buscas por desaparecidos na Guerrilha do Araguaia

Sociedade

Anos de chumbo

Ministério da Defesa vai retomar buscas por desaparecidos na Guerrilha do Araguaia

por Agência Brasil publicado 22/08/2010 10h38, última modificação 22/08/2010 10h38
Os materiais encontrados serão enviados para o Departamento de Patologia da Faculdade de Medicina da Universidade de Brasília

Daniella Jinkings*

O Ministério da Defesa vai retomar as buscas por desaparecidos políticos da Guerrilha do Araguaia neste domingo (22). A quarta expedição será feita no cemitério de Xambioá, noTocantins. Em julho, o grupo criado pelo ministério fez um rastreamento no local para identificar possíveis pontos de escavação.

De acordo com o ministério, a exploração em Tocantins demorou a ser feita porque dependia de autorização judicial, já que a área a ser escavada é um cemitério. Nesta expedição, deverão ser recolhidos materiais para análise em laboratório.

Somente essa análise poderá indicar se os despojos têm alguma relação com a guerrilha ou se são restos mortais de alguma pessoa não relacionada com o episódio. Os materiais encontrados serão enviados para o Departamento de Patologia da Faculdade de Medicina da Universidade de Brasília (UnB).

A Guerrilha do Araguaia foi um movimento do início da década de 1970, que surgiu para enfrentar a ditadura militar. Muitos guerrilheiros e militares foram mortos em combates na selva amazônica. Até hoje, dezenas de participantes do movimento estão desaparecidos. No ano passado, a juíza da 1ª Vara Federal do Distrito Federal, Solange Salgado, determinou que o governo federal reiniciasse as buscas na região.

*Matéria originalmente publicada na Agência Brasil

registrado em: