Você está aqui: Página Inicial / Sociedade / Marcha LGBT quer reunir 30 mil pessoas em frente ao Congresso

Sociedade

Pressão

Marcha LGBT quer reunir 30 mil pessoas em frente ao Congresso

por Agência Câmara — publicado 17/05/2011 19h39, última modificação 17/05/2011 19h39
Protesto da instituição, que entregou na Câmara um abaixo-assinado com cerca de 100 mil assinaturas em apoio à criminalização da homofobia, acontece na quarta-feira 18

A secretária-geral da Associação Brasileira de Lésbicas, Gays, Bissexuais, Travestis e Transexuais (ABGLT), Irina Bacci, destacou há pouco que a marcha LGBT, que será realizada amanhã em frente ao Congresso Nacional, deve contar com a participação de 30 mil pessoas de todos os estados. “Esse Parlamento legisla por pressão. Se querem pressão, estamos aqui mais uma vez com 100 mil assinaturas e uma multidão”, sustentou.

Mais cedo, a entidade entregou à presidente em exercício da Câmara, Rose de Freitas, um abaixo-assinado com cerca de 100 mil assinaturas em apoio ao Projeto de Lei 5003/01, que criminaliza a homofobia. Aprovada pela Câmara em 2006, a proposta está no Senado (PLC 122/06).

A militante destacou ainda que a recente decisão do Supremo Tribunal Federal (STF) que reconheceu a união homoafetiva vai imprimir mudanças significativas na sociedade. “As famílias LGBT vão poder sair do armário e transitar pela rua com seus filhos e filhas, e isso vai ensinar às novas gerações que o nosso País é diverso”, argumentou.

Irina Bacci participou do 8º Seminário LGBT, encerrado há pouco no Auditório Nereu Ramos. O evento foi organizado pela Frente Parlamentar pela Cidadania LGBT do Congresso Nacional e pelas comissões de Legislação Participativa; de Educação e Cultura; e de Direitos Humanos e Minorias da Câmara dos Deputados.

*Publicado originalmente em Agência Câmara.

registrado em: