Você está aqui: Página Inicial / Sociedade / Manifestações contra alta de ônibus prometem parar Salvador nesta 2ª

Sociedade

Cidades

Manifestações contra alta de ônibus prometem parar Salvador nesta 2ª

por Rede Brasil Atual — publicado 07/02/2011 10h29, última modificação 07/02/2011 10h29
Movimentos de várias cidades do Brasil realizam segundo "tuitaço" contra o aumento das passagens. Por Jéssica Santos de Souza

Por Jéssica Santos de Souza*

São Paulo - Em Salvador, manifestantes marcaram para esta segunda-feira (7), quando serão reiniciadas as aulas da rede pública, uma série de protestos contra o aumento da tarifa de ônibus.

No dia 2 de janeiro a tarifa do transporte público na capital baiana foi de R$ 2,30 para R$ 2,50. Desde o dia seguinte estudantes e manifestantes têm ido às ruas protestar contra o reajuste e reivindicar melhorias no transporte da cidade.

Nos protestos desta segunda-feira, estão previstas manifestações em vários pontos da cidade, como Campo Grande, Estação da Lapa, Itapuã, Paralela, Largo do Tanque, Periperi, entre outros. Todos terão início às 10h, horário local, com exceção do ato em Ondina, que começa às 11h.

Os militantes do Movimento Exú Tranca Ruas-SSA, que integra a chamada Revolta do Buzu 2011, estão utilizando redes sociais para chamar a atenção para a causa e conquistar a adesão de mais pessoas para seus atos.

Segundo Aluã Carmo de Moura, integrante do movimento, o objetivo dos atos deste dia 7 é parar Salvador e ressaltar a péssima qualidade de transporte público na cidade. O movimento está apostando na volta às aulas e na participação de estudantes de vários colégios nos atos.
Tumulto na Câmara

Na última terça-feira (1º) manifestantes pela melhoria do transporte local que protestavam contra o prefeito João Henrique Carneiro (sem partido) em frente à Câmara Municipal de Salvador foram impedidos pela Guarda Municipal e Polícia Militar de participar da abertura dos trabalhos legislativos. Na ocasião, profissionais de limpeza e vigilantes, agentes comunitários de saúde e professores também protestavam.

A vereadora Olívia Santana (PCdoB) foi agredida por um dos guardas municipais ao tentar evitar que um dos estudantes fosse agredido por homens sem identificação que se diziam seguranças da prefeitura. "Não vou deixar isso passar despercebido. Já prestei queixa e vou até o fim em busca de justiça. Fui agredida por fazer oposição ao Prefeito" disse.

A vereadora acusou o início do ano legislativo na cidade como armação. "Foi tudo muito bem orquestrado, conseguiram colocar no plenário pessoas pagas para aplaudir os despautérios de João e aqui fora estavam agredindo os trabalhadores que estão em busca dos seus direitos. Esse episódio só reafirma o desserviço que ele vem prestando para Salvador", declarou Olívia em seu site oficial.

O prefeito enfrenta uma série de protestos contra sua gestão, mergulhada em uma crise financeira e política.Os gastos de 2009 da prefeitura foram rejeitados pelo Tribunal de Contas dos Municípios.

Tuitaço Nacional

O Movimento do Passe Livre (MPL) de São Paulo, Florianópolis, Espirito Santo, Curitiba e organizações do Recife e Salvador convocam a população para a semana de tuitaço nacional contra o aumento das passagens de ônibus - de 7 a 11 de fevereiro. Com o slogan "Quem não tuita, quer tarifa" o cartaz do protesto pede que os internautas tuitem a hashtag #contraoaumento.

É o segundo tuitaço deste ano. O primeiro, no dia 28 de janeiro, fez com que a a hashtag #contraoaumento ficasse em primeiro lugar no Trending Topics, ranking do Twitter, durante grande parte daquele dia.

*Matéria publicada originalmente na Rede Brasil Atual

registrado em: