Você está aqui: Página Inicial / Sociedade / Felipão diz que tem a obrigação ganhar a Copa 2014

Sociedade

Futebol

Felipão diz que tem a obrigação ganhar a Copa 2014

por Agência Brasil publicado 29/11/2012 14h13, última modificação 29/11/2012 14h15
"Não somos favoritos no momento, mas pretendemos nos tornar favoritos durante a competição", afirmou o treinador
WC2002-BRA-TRAINING-SCOLARI-FILE

Luiz Felipe Scolari durante treino na Copa em 2002. AFP PHOTO/ Daniel GARCIA

Vladimir Platonow
Repórter da Agência Brasil

Rio de Janeiro – O novo técnico da seleção brasileira de futebol, Luiz Felipe Scolari, afirmou nesta quinta-feira 29 que tem a obrigação de vencer a próxima Copa do Mundo. Felipão foi apresentado hoje (29) ao lado do novo coordenador técnico da seleção, Carlos Alberto Parreira.

“É bom que seja colocado a todos os brasileiros: nós temos a obrigação, sim, de ganhar o título. Porque jogamos em casa. Não somos favoritos no momento, mas pretendemos nos tornar favoritos durante a competição. Nós vamos trabalhar para isso”, destacou Felipão na coletiva de imprensa.

O técnico do pentacampeonato brasileiro em 2002 se disse rejuvenescido e não poupou franqueza, bem a seu estilo: “Se nós organizamos uma Copa do Mundo, não é com intuito de ser vice, terceiro ou quarto”.

Felipão disse como será o trabalho ao lado de Parreira, responsável pelo tetracampeonato, em 1994. “Nós temos algumas diferenças de colocação em campo, de posicionamento, formas de treinamento. Nós vamos discutir e adaptar ao grupo que será convocado. Acho que os dois estilos vão se fundir”, disse Felipão.

Parreira fez apelo ao envolvimento do torcedor pela seleção e reconheceu a importância de retornar à equipe. “Cabe a nós - da comissão técnica aos jogadores - fazer com que o torcedor se envolva. A seleção brasileira faz bem. Aquela chama, aquela adrenalina, é muito boa. Este desafio é maravilhoso. Voltar à Seleção aqui no Brasil, disputando uma Copa do Mundo, é uma coisa que ninguém tem noção até que participe”.

O presidente da CBF, José Maria Marin, explicou porque escolheu Felipão e Parreira e descartou chamar um técnico estrangeiro, como chegou a ser cogitado. “Os cinco títulos foram obtidos graças aos técnicos brasileiros, que levaram os seus conhecimentos além das nossas fronteiras. Temos técnicos muito dedicados e merecedores de ocupar este cargo”.

 

*Matéria originalmente publicada na Agência Brasil

registrado em: ,