Você está aqui: Página Inicial / Sociedade / Dilma lamenta morte do arcebispo emérito do Rio

Sociedade

Luto

Dilma lamenta morte do arcebispo emérito do Rio

por Agência Brasil publicado 10/07/2012 15h26, última modificação 10/07/2012 15h27
Em nota, Dilma exaltou a preocupação social que marcou a trajetória de dom Eugênio Sales

Yara Aquino
Repórter da Agência Brasil

Brasília - A presidenta Dilma Rousseff lamentou nesta quarta-feira 10 a morte do arcebispo emérito do Rio de Janeiro, cardeal dom Eugenio de Araujo Sales. Em nota, Dilma exaltou a preocupação social que marcou a trajetória do religioso. Dom Eugenio Sales morreu na noite de ontem (9), vítima de um infarto, enquanto dormia em casa, no Rio de Janeiro.

“O cardeal dom Eugenio de Araujo Sales deixa seu nome inscrito na história da Igreja Católica pelo relevante papel que desempenhou em toda a sua vida. Em sua trajetória, a preocupação social sempre esteve associada ao trabalho eclesiástico, como bem sintetizam as campanhas da Fraternidade, uma de suas iniciativas que marcam a ação da Igreja em todo o Brasil”, diz a presidenta no texto.

Dilma expressa ainda a solidariedade ao povo do Rio de Janeiro e a todos os admiradores, familiares e amigos do cardeal.

Segundo a Arquidiocese do Rio, dom Eugenio Sales era o cardeal mais antigo da Igreja Católica, título que lhe foi concedido em 1969, pelo papa Paulo VI. O corpo do religioso será velado a partir do meio-dia na Catedral Metropolitana de São Sebastião, no centro do Rio, e o sepultamento está previsto para quinta-feira 11.

 

*Matéria originalmente publicada na Agência Brasil

registrado em: ,