Você está aqui: Página Inicial / Sociedade / Contra norma, bloco dos Jardins vende abadá a 120 reais

Sociedade

Carnaval

Contra norma, bloco dos Jardins vende abadá a 120 reais

por Redação — publicado 13/02/2014 12h33, última modificação 13/02/2014 12h50
Fora do carnaval desde 2003, o bloco do bairro rico em São Paulo é formado por socialites. Prefeitura havia proibido cobrança em blocos
Reprodução/Facebook
Gueri-Gueri

Socialites em evento de volta do bloco, em janeiro deste ano

O Bloco Gueri-Gueri, formado por socialites paulistanos, voltará às ruas neste ano. Eles venderão camiseta que dá direito à participação em um lugar fechado onde será servido feijoada e chope. A atitude do bloco vai contra norma da prefeitura de São Paulo, que proibiu a cobrança por abadás e o uso de cordões de isolamento.

Ao jornal Estadão, o bloco justificou que "não haverá cordão de isolamento no bloco ou abadá, apenas uma área reservada na concentração, que é para convidados que tiverem a camiseta, o que já é uma tradição da banda desde sempre". Eles também disseram que a norma foi feita quando o bloco já estava organizado.

O bloco é organizado por Fernanda Suplicy, sobrinha do senador Eduardo Suplicy (PT-SP). Caso a prefeitura permita, ele deve sair da frente do Monumento das Bandeiras, ao lado do Parque Ibirapuera.

registrado em: ,