Você está aqui: Página Inicial / Sociedade / Cerca de 1 milhão de pessoas vão à abertura da JMJ

Sociedade

Rio de Janeiro

Cerca de 1 milhão de pessoas vão à abertura da JMJ

por Redação — publicado 24/07/2013 10h02, última modificação 24/07/2013 10h23
PM diz que 400 mil fiéis foram ao evento na praia de Copacana. Nesta quarta, para Francisco celebra missa em São Paulo
Fernando Frazão / ABr
JMJ

Cerca de 1 milhão de pessoas vão à abertura da Jornada Mundial da Juventude no RJ

A abertura da Jornada Mundial da Juventude (JMJ) reuniu cerca de 1 milhão de pessoas de todo o mundo na praia de Copacabana, no Rio de Janeiro, na noite de terça-feira 23, segundo a organização do evento. A Polícia Militar, no entanto, estimou em 400 mil o número de fiéis presentes.

Apesar do clima chuvoso e com vento, milhares de jovens acompanharam a missa celebrada pelo arcebispo do Rio de Janeiro, Orani João Tempesta, com a presença do cardeal Stanislaw Rylko, presidente do Conselho Pontifício para os Leigos. Cerca de 600 mil hóstias foram distribuídas.

A cerimônia começou com a chegada de uma cruz de quase 4 metros de altura. A Cruz dos Jovens, como é conhecida, foi entregue pelo papa João Paulo 2º aos jovens em 1984, quando ele criou as jornadas.

Em Copacabana era possível ver bandeiras de países como Itália, Suíça, Canadá, EUA, Alemanha e Brasil. No total, peregrinos de 175 países viajaram ao Brasil para o evento.

A argentina Estefanía Albornoz, de 20 anos, garante que estaria no encontro mesmo se o Papa não tivesse a mesma nacionalidade que ela. "É claro que há uma sensibilidade maior por ele ser argentino. Mas papa é sempre papa! E quando ele se tornou papa, deixou de pertencer à Argentina para pertencer ao mundo", afirmou.

O final da celebração, por volta das 21h, foi um dos momentos em que a chuva ficou mais intensa. Para se proteger, a maior parte dos jovens recorreu a capas, muitas vendidas por ambulantes que circulavam entre os peregrinos.

Após a missa, os Correios lançaram o selo comemorativo da visita do papa Francisco. Ele traz o rosto do pontífice ao lado da paisagem do Rio de Janeiro, além da bandeira brasileira e do símbolo da JMJ.

Ao deixar a Praia de Copacabana, os fiéis enfrentaram filas para embarcar nos ônibus e nas estações do metrô, de onde os trens partiam lotados. O Centro de Operações da prefeitura informou que somente depois das 23h foi liberada a Rua Barata Ribeiro, em Copacabana, altura da Rua Rodolfo Dantas, onde os peregrinos deixavam a Praia de Copacabana, após a abertura oficial da Jornada Mundial da Juventude (JMJ), com show de artistas católicos e a missa.

Papa em São Paulo

O primeiro encontro dos jovens com o papa Francisco vai ocorrer nesta quinta-feira 25. Nesta quarta-feira 24, o pontífice visitará a cidade de Aparecida do Norte (SP), onde fica o Santuário Nacional de Nossa Senhora Aparecida. Ele vai abençoar a imagem do frei Galvão, o primeiro santo brasileiro.

Milhares de pessoas passaram a noite sem dormir em Aparecida, no interior paulista, à espera do papa Francisco que chega na manhã desra quarta à cidade para celebrar missa na Basílica.

Às 4h30, não havia mais vaga nos estacionamentos. A entrada de carros e ônibus foi controlada para que a quantidade ficassem em pouco mais de 2 mil.

O movimento de romeiros começou a aumentar às 21h de terça-feira, quando já era muito grande o número de peregrinos na fila para pegar a senha de acesso ao interior da Basílica. A distribuição de senhas começou às 5h.

Mesmo sob o frio e a chuva que duraram toda a madrugada, fiéis de várias idades entre os quais muitos idosos permaneceram na fila. Alguns improvisaram barracas com plásticos outros vieram prevenidos com barracas de acampamento, capa de chuva, casacos, forros e até cobertores enrolados no corpo.

Além dos fiéis na fila, uma multidão já ocupa a praça em frente à basílica para acompanhar a chegada do santo padre e a cerimônia por meio de telões. Pela programação oficial, o pontífice deveria chegar às 9h30, mas pode haver um atraso de meia hora em razão da mudança no esquema da viagem do Rio até Aparecida.

A missa deve ser celebrada às 10h30 e, ao término, o papa Francisco irá até a Tribuna Bento XVI, que fica na parte de fora da basílica, para dar a bênção aos devotos. Às 12h30, ele deixa o Santuário Nacional em direção ao Seminário Bom Jesus, percorrendo as ruas da cidade no papamóvel.

Às 15h30, ele retorna à basílica de papamóvel, encerrando a visita por volta das 16h. Esta é a terceira visita de um papa a Aparecida. João Paulo II esteve neste local, em 1980 e Bento XVI, em 2007. Nesse mesmo ano, o cardeal Jorge Mário Bergoglio, hoje papa Francisco, participou em Aparecida da 5ª Conferência Episcopal Latino-Americana.

Com informações Agência Brasil, AFP e DW.