Você está aqui: Página Inicial / Sociedade / Beltrame quer manter metas para UPPs no Rio

Sociedade

Rocinha

Beltrame quer manter metas para UPPs no Rio

por Agência Brasil publicado 14/11/2011 09h59, última modificação 14/11/2011 09h59
Secretário de Segurança Pública quer instalar 40 unidades de pacificação em comunidades no Rio de Janeiro

Beltrame diz que meta de instalar 40 UPPs no Rio de Janeiro está mantida

13/11/2011 - 14h10

Thais Leitão

Rio de Janeiro - O secretário estadual de Segurança Pública do Rio de Janeiro, José Mariano Beltrame, disse que  a meta de atingir 40 unidades de Polícia Pacificadora (UPPs) na cidade está mantida. Contando com a da Rocinha, chega a 19 o número de UPPs já implantadas.

Segundo ele, o objetivo era devolver o território à população “sem disparar um tiro e sem derramar uma gota de sangue, seja de quem for”.

“O que se tem de concreto é a libertação dessas pessoas do jugo do crime, do jugo do fuzil. O nosso trunfo é ação combinada e quebra de paradigma territorial”, afirmou durante entrevista coletiva, no fim da manhã do domingo 13, no 23º Batalhão de Polícia Militar, no Leblon, zona sul da cidade.

Ele destacou que o trabalho da polícia é desenvolvido muitas vezes num ritmo mais lento do que a sociedade espera, mas “com passos sólidos”.

Beltrame admitiu que a realização de novos concursos e o cronograma de formação de policiais para atuar nas unidades de Polícia Pacificadora (UPP) são “questões que precisam ser enfrentadas”. Ele ressaltou, no entanto, que o plano de expansão das UPPs para atingir 40 unidades até 2014, conforme previsto pelo governo, está mantido.

“Todas essas questões são importantes e têm que ser enfrentadas. Podem cobrar do administrador público atitude, mas não podemos deixar de fazer achando que não vamos conseguir. Este programa está previsto, foi estabelecido nas 40 unidades, tem condição de acontecer e assim será feito”.

Sobre a instalação da UPP na Rocinha, Beltrame reafirmou que ainda não há data definida. Segundo ele, as tropas policiais que ocupam a comunidade é que vão indicar o momento adequado para que a transição seja iniciada.

registrado em: , ,