Você está aqui: Página Inicial / Sociedade / Agora é cada um por si

Sociedade

Futebol

Agora é cada um por si

por Rodrigo Martins publicado 03/03/2011 09h24, última modificação 04/03/2011 12h54
As tevês negociam diretamente com os times e implodem o Clube dos 13

As tevês negociam diretamente com os times e implodem o Clube dos 13

O clube dos 13 tinha acabado de obter um importante trunfo na batalha
da negociação dos direitos de transmissão do Campeonato Brasileiro, com o aval do Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade). Mas a disposição das emissoras em negociar diretamente com os times dissidentes pode ter agravado ainda mais o racha na associação que há mais de duas décadas representa os interesses comerciais das 20 maiores agremiações do futebol brasileiro. Agora, além da Globo, que já havia descartado a possibilidade de apresentar uma oferta na licitação preparada pelo C13, também a Record admitiu a pretensão de negociar com os clubes sem a intermediação da entidade.

“A proposta do Clube dos 13 rompe com as obscuras negociações que favoreciam o monopólio e descaracterizavam a concorrência, impondo aos clubes valores e limitações exigidas pelos eternos favorecidos”, diz a nota assinada pela Central Record de Comunicação e divulgada na quarta-feira 2. “Mas se os clubes desejarem uma negociação em separado, optando por outro modelo, a Record pretende apresentar proposta, desde que as negociações sejam feitas seguindo padrões de transparência e regras claras.”

O anúncio surpreendeu os dirigentes do C13. Além de aprovar a negociação conduzida pela entidade, o Cade exigiu, na terça- feira 1º, a extinção do ágio de 10% concedido à Globo na licitação. O maior lance levaria a disputa, e a Record havia sinalizado a intenção de oferecer bem mais que os 500 milhões de reais mínimos estipulados pelo edital.

*Confira este conteúdo na íntegra da edição 636, já nas bancas.

registrado em: