Você está aqui: Página Inicial / Sociedade / 6 em cada 10 brasileiros dizem estar satisfeitos com o País

Sociedade

Vox Populi/CartaCapital

6 em cada 10 brasileiros dizem estar satisfeitos com o País

por Redação — publicado 21/06/2013 06h51
Encerrada antes dos protestos, pesquisa mostrou que apenas 2% querem que o próximo presidente priorize a melhoria nos transportes
Mídia NINJA
protestos sp

Manifestantes se aglomeram na porta da prefeitura de São Paulo em ato contra tarifa do transporte público

Pesquisa Vox Populi / CartaCapital realizada entre os dias 7 e 11 de junho mostra que 6 em cada 10 brasileiros estão satisfeitos “de maneira geral” em relação ao País. No levantamento, 61% dos entrevistados disseram estar “satisfeitos” ou “muito insatisfeitos”, enquanto 38% se consideram “insatisfeitos” ou “muito insatisfeitos”.

O maior índice de satisfação foi registrado entre a população do Centro-Oeste/Norte (68%), seguido por Nordeste (65%), Sul (64%) e Sudeste (56%).

A consulta mostrou que 61% dos brasileiros acreditam que o Brasil vai melhorar de alguma forma até 2014 – para 41%, vai “melhorar um pouco” e para 20%, “um pouco”. Para 11%, a situação vai piorar “muito” (4%) ou “pouco” (8%).

As regiões Nordeste (70%) e Centro Oeste/Norte (69%) concentram os maiores índices de otimismo, enquanto o Sudeste (14%) registrou o maior número de pessimistas.

Para 38%, a vida melhorou “um pouco” nos últimos seis meses e, para 17%, “melhorou muito”. Apenas 9% disseram que a vida piorou de alguma forma no período, enquanto 36% afirmaram que “nem melhorou nem piorou”.

No Nordeste, a percepção de que a vida melhorou no período é maior: 63%.

Para 74%, a vida vai melhorar “muito” ou “um pouco” até 2014 (o índice chega a 83% no Centro Oeste / Norte) e, para 4%, vai piorar.

A pesquisa foi realizada antes dos desfechos dos protestos que tomaram o País na última semana pela melhoria dos transportes públicos, mas serve como base para captar a percepção dos brasileiros sobre serviços públicos. Questionados sobre quais propostas os candidatos a presidente da República deve apresentar nas próximas eleições, 43% dos eleitores afirmaram que melhorias dos programas de saúde devem ser prioridade (49% no Sul), seguido pelos programas de educação (13%), segurança pública (13%) e combate à corrupção (7%). Propostas de melhoria de transporte, estopim dos protestos das últimas semanas, são citadas por 2% como a proposta número 1 – atrás de prioridades como crescimento da economia (7%), combate à drogas (5%) e combate à inflação (3%).

Para o levantamento, realizado entre os dias 7 e 11 de junho de 2013, foram entrevistados 2.200 eleitores maiores de 16 anos em áreas urbanas e rurais de 207 municípios, em todos os estados brasileiros (exceto Roraima) e no Distrito Federal. A margem de erro é de 2,1 pontos para mais ou para menos.

A consulta feita em parceria será realizada, em média, de dois em dois meses, o que permitirá análises comparativas com base em uma mesma pesquisa.