Você está aqui: Página Inicial / Saúde / Transexuais masculinos poderão retirar útero e mama pelo SUS

Saúde

Diversidade

Transexuais masculinos poderão retirar útero e mama pelo SUS

por Agência Aids — publicado 10/01/2011 16h47, última modificação 10/01/2011 16h47
A Secretaria de Estado da Saúde de SP irá oferecer as cirurgias para remoção aos homens transexuais (mulheres que se sentem homens)

A Secretaria de Estado da Saúde de São Paulo irá oferecer, a partir do final deste mês, cirurgias para remoção de útero aos homens transexuais (mulheres que se sentem homens) atendidos no Ambulatório de Saúde Integral para Travestis e Transexuais do Centro de Referência e Treinamento (CRT) em DST/Aids, na capital paulista.
Os pacientes triados no CRT serão encaminhados para o hospital estadual Pérola Byington para avaliação e realização de histerectomia (retirada do útero).
Os transexuais terão atendimento personalizado, com quartos individuais e equipe treinada para lidar com as demandas específicas desta população. Já há, no ambulatório do CRT, cinco transexuais para serem encaminhadas.
A Secretaria também deverá encaminhar os homens transexuais para cirurgia de retirada de mama. O hospital de referência, na capital, será definido nos próximos meses.
“Trata-se de uma grande vitória contra a discriminação e a legitimação dos direitos desta população”, diz Maria Clara Gianna, coordenadora do Programa Estadual DST/Aids-SP.
Dede setembro de 2010, o Conselho Federal de Medicina considera que os procedimentos de retiradas de mamas, ovários e útero no caso de homens transexuais deixam de ser experimentais e podem ser feitas em qualquer hospital publico e/ou privado que sigam as recomendações do Conselho. O tratamento de neofaloplastia (construção do pênis) ainda não foi liberado e permanece em caráter experimental.

registrado em: