Você está aqui: Página Inicial / Saúde / Governo pode dobrar repasses para unidades Básicas de Saúde, diz Padilha

Saúde

Atendimento médico

Governo pode dobrar repasses para unidades Básicas de Saúde, diz Padilha

por Redação Carta Capital — publicado 24/07/2011 18h52, última modificação 24/07/2011 18h52
Segundo o ministro da Saúde, 80% dos casos podem ser resolvidos nas UBS. Ele disse que definidas verbas para a construção de 810 novas unidades

Por Marli Moreira, da Agência Brasil

O ministro da Saúde, Alexandre Padilha, disse no sábado 23 que o governo federal tem condições de dobrar os repasses para unidades Básica de Saúde (UBS) que estejam comprometidas com a melhoria do atendimento médico público.

Segundo Padilha, 80% dos casos podem ser resolvidos nas UBS, sem a necessidade de atendimento em hospitais. Ele disse que já foram definidas verbas para a construção de 810 novas unidades no país.

A declaração do ministro foi dada durante o anúnciou do repasse de R$ 32,4 milhões para investimento em 84 novas unidades Básica de Saúde (UBS) em 19 cidades da região metropolitana de São Paulo. Esses recursos fazem parte do Programa de Aceleração do Crescimento 2 (PAC 2) e ações do Programa Brasil Sem Miséria.

O anúncio ocorreu durante a 22ª edição da Feira do Caminhoneiro, em Guarulhos, onde foi lançada a campanha de testes rápidos para o diagnóstico precoce de doenças como HIV e hepatites C e B.

Os municípios que receberão os recursos são: Carapicuíba, Cotia, Diadema, Embu das Artes, Embu-Guaçú, Francisco Morato, Guarulhos, Itaquaquecetuba, Juquitiba, Mauá, Mogi das Cruzes, Osasco, Ribeirão Grande, Santana de Parnaíba, Santo André, São Bernardo do Campo, São Lourenço da Serra e Suzano.