Você está aqui: Página Inicial / Saúde / Como perder 118 kg em 28 semanas

Saúde

Obesidade

Como perder 118 kg em 28 semanas

por Balaio do Kotscho — publicado 27/01/2011 16h49, última modificação 27/01/2011 16h49
A opção dele era morrer. Aos 37 anos, quando chegou aos 218 quilos, sem mais poder andar ou trabalhar, o garçom mineiro Odair José da Costa optou pela vida. Por Ricardo Kotscho

A opção dele era morrer. Aos 37 anos, quando chegou aos 218 quilos, sem mais poder andar ou trabalhar, o garçom mineiro Odair José da Costa optou pela vida _ e foi à luta. Sem condições financeiras para custear um tratamento médico, ele recorreu à Justiça e, desde junho do ano passado, internado num spa médico no interior de São Paulo, por conta da Prefeitura de Uberaba, já perdeu 118 quilos.
Caçula de nove irmãos, Odair era o único gordo da família. Desde pequeno foi assim. “Comia de tudo, uma vez por dia: começava cedo e só parava de noite na hora de dormir. Só via prazer e felicidade na comida”, lembra ele, sempre de bom humor, contando os dias para poder voltar a levar uma vida normal.
Já era muito obeso quando conheceu a mulher Lacelda Euripa, com quem vive há 18 anos e tem um filho de 14. Com a ajuda dela e de uma irmã, Maria Aparecida, Odair resolveu se tratar no ano passado. O primeiro passo foi obter uma declaração do médico Adão Jair de Souza, da Universidade Federal do Triangulo Mineiro, atestando que “o paciente é portador de obesidade mórbida (grau avançado IMC = 80,39) e necessita de tratamento urgente. Tais tratamentos não podem ser realizados neste serviço (UFTM)”.
O documento foi levado à promotora Cláudia Marques que imediatamente o encaminhou à juíza Regina Ferreira Lima. Em apenas 41 dias, foi dada a decisão: a Prefeitura de Uberaba, onde Odair nasceu e vive, deveria pagar o tratamento. Levado para um spa em Jundiaí, que não tinha estrutura para recebê-lo nem fazer o tratamento, Odair acabou voltando para Uberaba, numa viagem de 12 horas em que passou muito mal.
Foi a própria promotora quem se encarregou de entrar em contato com uma clínica de Sorocaba, o Spa Médico São Pedro, que imediatamente se prontificou a receber o paciente. Desta vez, Odair veio numa UTI Móvel, contratada pelo prefeito de Uberaba, Anderson Adauto. Viajou acompanhado de médico e assistente social, que acompanharam a sua internação e os primeiros exames.
De um dia para outro, ele passou a receber uma dieta diária de apenas 600 calorias, e nunca se queixou. “Eu queria viver, não sofri nada com a dieta, te juro. Aprendi que o prazer de viver é muito melhor do que o de comer”. Nestes sete meses, completados na quarta-feira, ele só saiu duas vezes do spa para ir com outros pacientes a um shopping. Recebeu três visitas da mulher e do filho.
Quando lhe perguntam de onde tira forças para enfrentar o tratamento, Odair dá um sorriso de mineiro: “Tudo que aconteceu comigo tinha que ser assim. Não fiquei obeso por acaso. Deus me pegou para provar que é possível perder peso na raça. Você tem que decidir o que vai fazer da tua vida”.
Seu peso atual é de 100 quilos e a dieta passou para 900 calorias por dia. “Ainda quero chegar aos 90 antes de sair do spa”, planeja Odair, que fará uma abdominalplastia, cirurgia para a retirada de pele, já marcada para o próximo dia 10. “Não precisa fazer cirurgia de redução de estômago, nada disso, sou contra. Só precisa de força de vontade e determinação”.
Além da dieta, ele faz seis horas diárias de exercícios. Sua primeira providência ao chegar a Uberaba será procurar uma academia para se inscrever. “Não vou mais conseguir ficar sem fazer exercícios por nada nesta vida”, diz Odair, que só está preocupado com sua situação financeira, depois de um ano desempregado. “Chegando lá, vou logo arrumar um serviço, acabou a moleza…”, brinca com ele mesmo.