Você está aqui: Página Inicial / Revista / Desajuste / Devastar a Amazon
Número 860,

Tecnologia

Comércio

Devastar a Amazon

por Felipe Marra Mendonça publicado 02/08/2015 05h24
A Jet.com nasce com a ambição de superar a icônica empresa de e-commerce
IstockPhoto
amazon-jet-ecommerce

A reação da Amazon ao novo competidor promete ser interessante

Desafiar a liderança da Amazon no âmbito do comércio eletrônico é tarefa gigantesca, mas é algo que os criadores do site Jet.com estão dispostos a tentar. O curioso é que o fundador do Jet, Marc Lore, vendeu outros dois sites seus, Diapers.com e Soap.com, para a própria Amazon, em 2010, por 550 milhões de dólares, o que talvez queira dizer que a própria líder tenha parcialmente custeado o surgimento do seu mais novo competidor.

A ideia principal do Jet.com é garantir aos consumidores os melhores descontos em qualquer produto, em troca de uma taxa de adesão de 50 dólares. A empresa garante que, ao longo de um ano, os descontos podem chegar a 150 dólares, cobrindo completamente essa taxa inicial.

Lore, o fundador, disse ao portal Re/Code que os preços no Jet.com devem ser entre 5% e 6% mais baratos que os valores praticados pela concorrência, incluída a Amazon. Isso se deve em parte pelo modelo da Jet, que pede para cada vendedor pagar uma comissão pelo produto comercializado, que pode ir de 8% a 15% do valor final. Essa taxa é usada pela empresa para custear o desconto oferecido em suas páginas, o que ela estima não ser problema a longo prazo, pois sua intenção é lucrar com a taxa paga inicialmente pelos consumidores.

Mais descontos podem ser concedidos quando o usuário comprar produtos que o sistema interno do site encontra em centros de distribuição próximos ao seu endereço. Se um pedido de fraldas e DVDs puder ser despachado de um só local, a empresa aumenta o desconto por não precisar gastar duas vezes com despesas de envio. 

A reação da Amazon ao novo competidor promete ser interessante. Quando o Diapers.com começou a incomodar a gigante com seus descontos de produtos de bebê, executivos da Amazon disseram ao pessoal da empresa que talvez vender o negócio fosse uma boa ideia. Dias depois, a Amazon começou a, sistematicamente, oferecer os mesmos produtos vendidos pelo concorrente a preços bastante reduzidos. Os investidores do site ficaram temerosos, o capital rareou e o resultado foi a venda quase forçada. Essa história se repetirá agora?